“A história vencedora revela e valoriza a relação entre irmãos, e aborda, de uma forma simples, com ritmo e sentido de humor, a magia de coisas que se descobrem na adolescência”, afirma em comunicado o pediatra Mário Cordeiro, em representação do júri do prémio, que tem o valor global de 50 mil euros - 25 mil para texto, 25 mil para ilustração -, sendo de maior valor, de literatura infantil, em Portugal.

“É uma história que enquadra temas atuais, como o da violência na escola e a importância decisiva da coragem e da amizade para a enfrentar”, acrescentou.

Além de Mário Cordeiro, o júri do Prémio foi constituído pelas jornalistas Laurinda Alves e Sara Miranda, pela professora da Escola Superior de Educação de Coimbra Leonor Riscado e pela escritora Rosário Alçada Araújo.

Andreia Penso Pereira é licenciada em Matemática, vive atualmente no Estoril, nos arredores de Lisboa e, em comunicado, afirma: “Tal como acontece com uma das personagens da história, a poesia marcou muito a minha entrada na adolescência. Mas o gosto pelas ciências exatas levou-me para as matemáticas e, durante muito tempo, não escrevi. Foi o nascimento da minha filha que me fez voltar a escrever e, por isso, tenho nela a minha inspiração. Como invento histórias para lhe contar, decidi começar a escrevê-las”.

Para Andreia Penso Pereira, “receber este prémio é a realização de um sonho”.

Este ano, segundo a organização, ao galardão apresentaram-se “mais de 1.200 candidaturas, provenientes de todas as regiões de Portugal”, com maior representatividade das regiões do Ribatejo, Estremadura, Minho e Douro Litoral. As candidaturas de mulheres representaram “mais de 70% do universo total de candidatos”, e “a faixa etária que mais obras submeteu à avaliação situou-se entre os 36 e os 45 anos”.

Apurado o texto vencedor, tem início na próxima segunda-feira, a segunda fase do concurso, na categoria de ilustração, que decorrerá até ao dia 30 de julho.

O júri do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, na categoria de ilustração, é composto por André Letria, Jorge Nesbitt, Jorge Silva, Paula Tavares e Sara Miranda.

A apresentação do livro, que reunirá os dois trabalhos vencedores, “vai acontecer em novembro”, segundo a mesma fonte.

No ano passado, Diogo Pécurto venceu o 4.º Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, na categoria de texto, com a narrativa "Há monstros no túnel".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.