No domingo de Páscoa, dia 12 de abril, o tenor italiano Andrea Bocelli vai dar um concerto a solo na histórica Duomo, a catedral de Milão, após um convite da cidade, da catedral, do arquissacerdote e da Veneranda Fabbrica del Duomo.

"No dia em que celebramos a confiança numa vida que triunfa, estou honrado e feliz em responder 'Sì' ao convite da cidade e da Duomo de Milão", frisou o cantor.

O concerto não terá audiência presente e foi proibido o acesso ao público (em conformidade com os regulamentos do governo quanto à COVID-19), mas o concerto será transmitido exclusivamente e para todo o mundo no canal do tenor no YouTube a partir das 18h00.

"Num concerto que representa uma mensagem de amor, cura e esperança para a Itália e para o mundo, Duomo, um marco nacional e internacional, atualmente fechada a todos, abrirá as suas portas excepcionalmente para Andrea Bocelli, que será acompanhado apenas pelo organista da catedral, Emanuele Vianelli, tocando num dos maiores órgãos de tubos do mundo", avança a Universal Music.

As peças selecionadas, especialmente arranjadas para voz e órgão só para a ocasião, incluirão a amada “Ave Maria” de Bach/Gounod e “Sancta Maria” de Mascagni.

O evento é promovido pela cidade de Milão e pela Veneranda Fabbrica del Duomo, produzida pela Sugar Music e Universal Music Group e tem o apoio do YouTube. A participação de Andrea Bocelli é totalmente pro-bono (em colaboração com Almud e Maverick Management).

"Acredito na força de oração em conjunto; acredito na Páscoa cristã, um símbolo universal de renascimento que todos - sejam eles crentes ou não - realmente precisam agora. Graças à música, transmitida ao vivo, reunindo milhões de mãos entrelaçadas em todo o mundo, abraçaremos o coração pulsante desta Terra ferida, esta maravilhosa forja internacional que é motivo de orgulho italiano", sublinhou o artista.

"A generosa, corajosa e pró-ativa Milão e toda a Itália serão novamente e muito em breve um modelo vencedor, motor de um renascimento que todos esperamos. Será uma alegria testemunhá-lo, na Duomo, durante a celebração da Páscoa, que evoca o mistério do nascimento e do renascimento", acrescentou Andrea Bocelli.

"Estou feliz que o Andrea tenha aceitado o nosso convite", disse o presidente da Câmara de Milão, Giuseppe Sala. "Este ano, a Páscoa será muito diferente para todos nós. A serenidade alegre que normalmente caracteriza este dia foi bastante perturbada pela pandemia que estamos a enfrentar. Estou certo de que a voz extraordinária de Bocelli será o abraço que nos falta hoje em dia, um abraço forte e especial, capaz de aquecer o coração de Milão, de Itália e do mundo", disse ainda.

"O nosso 'Aleluia' é um convite que colocámos na arca há quarenta dias e que o dilúvio, que nos assolou a todos, quase nos fez esquecer a alegria de expressá-lo no dia da Páscoa. A voz e a palavra de Andrea Bocelli lembram-nos que a razão da nossa esperança não vem de nós, mas é uma dádiva que vem de Deus. É isso que significa promover, a partir da nossa Duomo - o lar do povo de Milão - e através da voz de Bocelli, a confiança de que o Espírito do Cristo Ressuscitado nos ajudará a enfrentar os dias que nos foram concedidos no Reino d’Aquele que queria uma nova humanidade, unida e fraterna", sublinhou Monsignor Gianantonio Borgonovo, arquissacerdote da Duomo de Milão.

A Fundação Andrea Bocelli (ABF) iniciou uma campanha para amealhar fundos para ajudar os hospitais a comprar todos os equipamentos necessários para proteger a sua equipa médica. É possível doar através da campanha GoFundMe ou entrando em contato com a Fundação Andrea Bocelli, escrevendo para development@andreabocellifoundation.org.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.