Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a ESTE, companhia sediada na cidade do Fundão (distrito de Castelo Branco), refere que este trabalho é inspirado na obra original de Alexandre Dumas (“Os Três Mosqueteiros”) e que surge em coprodução com a Marmore Producciones.

“Nesta transcrição para o teatro, nos seus constrangimentos, nas suas leis e domínios procuramos que a arte se manifeste, concorrendo, desta forma, para a promoção da essência presente na obra original de Alexandre Dumas”, refere a ESTE.

A companhia destaca igualmente que continuará a seguir os princípios artísticos e estéticos que norteiam o seu trabalho, pelo que “o improviso é a base da desconstrução/construção e da descoberta dos mecanismos cénicos para dar forma a esta sinfónica aventura, perspetivando uma atualização da obra para um contexto moderno”.

A ESTE também lembra que “OS MOSQU3TEIROS” relata as aventuras de D'Artagnan, um jovem impetuoso e propenso à luta, na sua demanda para se tornar num dos célebres mosqueteiros que protegem o rei Luís XIII e a França de todo e qualquer perigo. No seu percurso, acaba por esbarrar em Athos, um alcoólatra, Aramis, um religioso com dificuldades em suprimir os seus desejos amorosos e Porthos, um homem que tem tanto de crédulo como de violento. Juntos terão que defender o rei e a rainha dos esquemas arquitetados pelo Cardeal Richelieu, nos meandros dos corredores políticos”.

Este trabalho tem encenação de José C. Garcia e cocriação de Ana Baleia, Angel Fragua, Beatriz Solis, João Figueira, Pedro Fino, Tiago Poiares e Samuel Querido.

O espaço cénico e figurinos são de Ana Baleia, a música é de João Figueira, a assistência de encenação de Samuel Querido, o desenho de de luz de Pedro Fino, o desenho/cartaz de Tiago Poiares, o design de comunicação de Jorge Portugal, a fotografia de Miguel Proença e direção de produção de Alexandre Barata e Cesar Arias.

Depois da estreia em Espanha, o espetáculo será apresentado no Fundão, logo no dia seguinte (10 de junho), no Auditório da Moagem no Fundão, onde ficará em cena até 19 de junho, com exibições de quinta-feira a sábado, às 21h30, e ao domingo, às 17h00.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.