Em "Eva", a cantora dá vida a Eva Hussman, personagem que criou há 15 anos "para ultrapassar um momento difícil" na vida, e que decidiu "trazer para a luz", neste novo trabalho, como contou à Lusa em novembro, em Loulé, onde esteve em residência artística.

De Loulé, Cristina Branco e os músicos Luís Figueiredo (piano), Bernardo Couto (guitarra portuguesa) e Bernardo Moreira (contrabaixo) partiram para Copenhaga, na Dinamarca, "cidade natal" de Eva Haussman, onde decorreu estágio de maturação seguinte do disco, antes da entrada em estúdio.

A residência em Loulé permitiu uma concentração total no trabalho, sem distrações, criando a envolvente ideal para se irem acrescentando "instrumentos e vozes" ao produto inicial, para que "o resultado final soe a Cristina Branco".

"[O álbum] 'Eva' é um disco que dá vida à Eva Haussman e, na sequência da 'Menina' e do 'Branco', fala de pessoas", revelou na altura a cantora.

Ao longo de um ano, Cristina Branco foi criando um diário em "vários instantes" da sua vida, que resume o "conceito" Eva. Um documento que apresentou aos compositores convidados a quem desafiou para contarem a história e a darem o seu olhar sobre a Eva, personagem que lhe é "tão pessoal".

Na criação dos temas, a cantora contou com a colaboração, entre outros, de Pedro da Silva Martins, Luís José Martins, Sara Tavares, André Henriques, Filho da Mãe, Francisca Cortesão, Filipe Sambado e Kalaf Epalanga.

Os temas refletem abordagem que os novos compositores trouxeram à música portuguesa, embalados pela toada jazzística dos músicos que acompanham a cantora e a musicalidade que a voz de Cristina Branco imprime à sua música.

O concerto de apresentação de "Eva" está marcado para 8 de outubro, no Capitólio, em Lisboa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.