O ator norte-americano Ezra Miller foi preso pela segunda vez em três semanas pela polícia do Havai.

Em comunicado, surge a informação de que "pouco depois da uma da manhã de terça-feira, 19 de abril de 2022, um visitante de 29 anos de Vermont foi preso por agressão de segundo grau após um incidente numa residência”.

“Durante o decurso da sua investigação, a polícia determinou que o indivíduo, mais tarde identificado como Ezra Miller, ficou zangado após ter sido convidado a sair e alegadamente atirou uma cadeira, atingindo uma mulher de 26 anos na testa, resultando num corte aproximado de meia polegada", continua.

O ator foi posto em liberdade ainda na terça-feira, mas não escapou a mais uma fotografia da detenção.

O ator que interpreta Credence Barebone nos filmes "Monstros Fantásticos" e é a estrela do 'blockbuster' "The Flash" já fora detido no Havai na noite de 27 de março, acusado de distúrbios e assédio após um incidente num bar de karaoke em Honolulu.

De acordo com o relatório oficial, Miller terá dito palavrões e ficado agitado quando as pessoas começaram a cantar durante uma sessão de karaoke. Neste caso, foi posto em liberdade após pagar uma caução de 500 dólares [quase 454 euros].

Dois dias depois, um casal também colocou e depois retirou uma ação contra o ator, alegando que após a prisão de Miller, este invadiu o seu quarto e os ameaçou, além de roubar o passaporte da mulher e a carteira do homem.

Em 2020, Miller já esteve envolvido num escândalo após aparecerem imagens online que parecem mostrá-lo a sufocar uma mulher num bar na Islândia. Descrita como uma "alteração séria", na altura acabou por ser colocado fora do estabelecimento pela segurança.

Com 29 anos, o ator estava em ascensão em Hollywood depois de causar sensação em produções independentes como "Depois das Aulas" (2008), "Temos de Falar Sobre Kevin" (2011) e "As Vantagens de Ser Invisível" (2012), estreando-se como Barry Allen / The Flash em "Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça" (2016).

Segundo a revista online Deadline, os executivos do estúdio Warner Bros. não estão preocupados com as últimas manchetes: Miller não vai entrar em mais filmes da saga "Monstros Fantásticos" e "The Flash" só chega aos cinemas a 23 de junho de 2023.

No entanto, o filme de super-heróis, realizado por Andrés Muschietti, é descrito como "uma produção repleta de drama": uma fonte disse à revista Rolling Stone que Ezra Miller teve “colapsos frequentes” e embora enfatize que "não houve gritos ou explosões violentas", destaca o comportamento instável ("O Ezra colocava um pensamento na sua cabeça e dizia: ‘Não sei o que estou a fazer'”).

Com o comportamento fora dos ecrãs a tornar-se mais errático e divulgado nos últimos anos, está em risco a sua carreira em filmes de grande orçamento, que envolvem grandes campanhas de promoção: a comunicação social especializada avançou que os responsáveis da Warner Bros. e DC Films fizeram uma reunião improvisada de emergência para discutir o futuro do ator com os estúdios após incidente em Honolulu.

Segundo uma fonte bem informada da Rolling Stone, o consenso foi fazer uma pausa em todos os projetos que envolvam o ator, incluindo eventuais participações em filmes dos super-heróis da DC Comics.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.