Escrito por Duncan Macmillan, o monólogo estreia-se em Luanda através do Camões – Centro Cultural Português depois de mais de 150 espetáculos e cerca de 30.000 espetadores em Portugal.

O ator Ivo Canelas foi distinguido com o Prémio Espetáculo Solo pelo Guia dos Teatros 2020 e Todas As Coisas Maravilhosas integrou a lista dos 30 Melhores Espetáculos de 2019 pela Comunidade Cultura e Arte, destaca o Camões num comunicado.

No espetáculo, Ivo Canelas, “convida o público a recordar a importância de reconhecermos e nos deslumbrarmos com as coisas que nos rodeiam, abordando, de forma emocionante, temas como a depressão, suicídio, a família e o amor”, refere a nota de imprensa.

Na peça, com caráter imersivo, uma criança vai escrevendo uma lista de coisas maravilhosas, razões para viver, com o intuito de tentar ajudar a mãe a recuperar de uma depressão, depois da sua primeira tentativa de suicídio.

O Camões-CCP salienta a importância do tema da saúde mental, considerando que a peça, apresentada nas vésperas do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, que se assinala a 10 de setembro, “nunca foi tão relevante como nos dias de hoje”.

A instituição lusófona assinala a efeméride com a apresentação desta peça de teatro, cujo valor da bilheteira, dos dois espetáculos, reverterá para o Projeto Psicologia na Banda, que desenvolve intervenções na área da psicologia nos bairros de Angola, de modo a ajudar as pessoas a lidarem com os problemas do quotidiano e a entender a importância da psicologia.

O projeto conta com a participação de vários profissionais de saúde mental, psicólogos, assistentes sociais e facilitadores de desenvolvimento pessoal.

Duncan Macmillan é um premiado autor britânico que aborda grandes temas da sociedade, como a paternidade (“Pulmões”), a adição (“Pessoas, Lugares e Coisas”), a depressão e o suicídio (“Todas As Coisas Maravilhosas”), tendo sido já agraciado com diversas distinções.

“Todas As Coisas Maravilhosas”, que se estreou no festival Fringe em Edimburgo e esgotou três reposições, tornou-se um sucesso a nível mundial, após a estreia da versão cinematográfica, difundida pelo canal HBO, com interpretação de Jonny Donahoe.

Ivo Canelas frequentou o The Lee Strasberg Theatre and Film Institute em Nova Iorque, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e além do teatro já participou em mais de trinta projetos nacionais e internacionais de cinema e televisão.

Ao longo da sua carreira foi várias vezes premiado nas três vertentes.

O espetáculo em Angola tem o apoio do parceiro institucional do Camões – Centro Cultural Português em Luanda, o BFA, bem como da Delta Q, Águas do Bom Jesus, Vinhos Sossego, Arte sem Letra e Arte Institute.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.