“InFausto” surge na sequência de “Fausto”, que resultou de um convite feito pelo CCB à companhia mala voadora, que Jorge Andrade dirige, para conceber, em 2018, um espetáculo de teatro que comemorasse os 25 anos da instituição, em Belém.

A mala voadora convidou Alex Cassal para escrever o monólogo “inFausto”, no qual, face às consequências da apresentação original de “Fausto”, Jorge Andrade passa as noites no Grande Auditório do CCB a imaginar como deveria ser reformulado o espetáculo, denunciando a conspiração de que foi vítima, lê-se numa nota sobre “inFausto”.

Com sessões na sexta-feira, às 21h00, no sábado, às 18h00 e às 21h00, e, no domingo, às 16h00, “inFausto” tem direção de Jorge Andrade, com assistência de Maria Jorge, vozes de João Viecente, Manuel Moreira e Maria Jorge, e vídeo de António MV.

A cenografia e figurino é de José Capela, a luz, de João Fonte e Jorge Andrade, a sonoplastia, de Sérgio Delgado, e, a direção técnica, de João Fonte.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.