Na sua conta no Instagram, Madonna revelou que esteve infectada com a COVID-19 durante a passagem da sua digressão por Paris. A cantora norte-americana levou o espetáculo de "Madame X" à capital francesa em março, depois de ter atuado em Londres e Lisboa.

A artista fez a revelação esta quarta-feira, dia 6 de maio, nas redes sociais para "esclarecer as pessoas que preferem acreditar em manchetes sensascionalistas" e não fazer as "suas pesquisas" sobre o novo coronavírus.

"Neste momento, não estou doente. Quando testas positivo para anticorpos significa que tiveste o vírus, e eu tive-o claramente, porque estive doente no final da minha digressão em Paris, há mais de sete semanas, assim como vários outros artistas no meu espetáculo", contou Madonna, frisando que todos pensavam que se tratava de "uma gripe muito forte". 

"Felizmente, agora estamos saudáveis. Espero que isto esclareça as coisas", frisou.

Na publicação, Madonna lembra ainda que doou um milhão de dólares (917 mil euros) na angariação global de fundos lançada na segunda-feira pela Comissão Europeia. "Sinto-me grata por poder ajudar a pesquisar uma cura para a COVID-19. De momento não estou doente", rematou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.