No dia da final do Festival Eurovisão da Canção (12 de maio), Salvador Sobral conversou com o Wiwibloggs, o maior site de fãs sobre o concurso. Na entrevista, o cantor falou sobre os meses em que esteve no hospital e a recuperação.

"Acho que não há muita gente que possa dizer que teve uma segunda oportunidade. Sinto-me ótimo. Já corro - não o fazia há oito anos -, jogo futebol, subo escadas", contou o músico, explicando ainda que foi difícil voltar à vida depois do internamento: "Quando se vive entre paredes durante quatro ou cinco meses, é muito estranho sair depois".

"Fica-se tonto com os carros, nas rotundas. Lembro-me de ter feito umas compras e de estar a tentar contar o dinheiro, e a não conseguir. É uma readaptação ao mundo", confessou.

Salvador Sobral disse ainda que não trabalhou em canções novas no hospital. "Não compus nada enquanto lá estive. Não me sentia inspirado para o fazer, sequer para ouvir música. Disse que a música não pertencia a um lugar como aquele", contou.

"Claro que é mais forte que eu, e acabei por ouvir música. Mas nunca compus, nunca toquei, nunca escrevi canções", acrescentou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.