O artista atua na próxima sexta-feita, dia 6 de novembro, no Santa Casa Portugal ao Vivo, no Campo Pequeno, em Lisboa. Uma semana depois, no dia 13 de novembro, o músico sobe ao palco do Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota, no Porto.

Os concertos de Jorge Palma fazem parte da iniciativa que tem como "objetivo a retoma e o incentivo à cultura em Portugal".

Nos próximos dois meses, a Everything is New e a PEV Entertaiment, vão produzir em simultâneo, 20 espetáculos em Lisboa, no Campo Pequeno, e 20 espetáculos no Porto, no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota. "Um total de 40 espetáculos, com início a 31 de outubro e fim a 19 de dezembro", frisa a organização.

Jorge Palma estreou -se em nome próprio em 1972 com o single "The Nine Billion Names of God", título retirado de um conto de Arthur C. Clarke e inspirado no livro "O Despertar dos Mágicos", de Louis Pauwels e Jacques Bergier.

"Com Uma Viagem na Palma da Mão", editado em 1975, foi o primeiro de 13 álbuns de originais, com destaque para a dupla platina de "Voo Nocturno" (2007). Da discografia fazem ainda parte dois discos e um DVD ao vivo, e várias colectâneas, entre elas "Só" que completou recentemente 25 anos. Mas há mais: uma história de colaborações, que vão dos arranjos para Amália Rodrigues até à direção musical de peças de Bertolt Brecht.

A par da carreira a solo, Jorge Palma integrou outros projectos como Palma's Gang, Rio Grande, Cabeças no Ar e Juntos, ao lado de Sérgio Godinho. Entre as distinções, destaque para o prémio José Afonso, que recebeu em 2002; os ​Globos de Ouro​, atribuído em 2008 e 2012; e o ​prémio Pedro Osório da SPA, em 2012.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.