"The Deuce", série criada por David Simon e George Pelecanos (autores de "The Wire"), regressa para a terceira e última temporada a 9 de setembro, na HBO, nos EUA. A data de estreia na HBO Portugal ainda não foi divulgada.

A série, ambientada na Nova Iorque dos anos 1970, acompanha o crescimento da indústria pornográfica a partir do quotidiano de uma trabalhadora do sexo que se torna realizadora (Maggie Gyllenhaal) e de dois irmãos gémeos e homens de negócios (interpretados por James Franco).

A ação da nova temporada vai decorrer nos anos 1980 e abordará o surgimento do HIV, a epidemia de cocaína e as mudanças no mercado imobiliário nova-iorquino, anunciou o canal norte-americano. O impacto do VHS no consumo de pornografia também deverá estar entre os temas da última temporada, como sugere o trailer, revelado esta semana:

Alicia Rodis, diretora da Intimacy Directors International, uma ONG dedicada à prevenção de abuso e assédio sexual, acompanhou as gravações da terceira temporada, depois de um pedido da atriz Emily Meade aos criadores e produtores da série.

Na sequência dessa nova medida, a HBO decidiu manter um consultor de intimidade em todas as séries e filmes que contem com cenas de intimidade sexual.

"Estou aqui para dar voz aos atores, especialmente aos que sentem que não são ouvidos. E também estou pelos produtores, para garantir que fazem o melhor possível para que as gravações sejam seguras", esclareceu Alicia Rodis. "Temos uma cultura que precisa de ser alterada", acrescentou.

As cenas de sexo de produções da HBO já geraram algumas polémicas, em especial as de violação na série "A Guerra dos Tronos", alvo de diversas críticas nas redes sociais.

James Franco manteve-se na série após acusações de assédio sexual

Em janeiro de 2018, James Franco foi acusado por cinco mulheres de comportamento impróprio e abuso de poder. As acusações incluem ter obrigado a atriz Violet Paley a fazer-lhe sexo oral e forçado alunas das suas aulas de representação a protagonizar cenas nuas ou seminuas.

The Deuce

Na altura, David Simon deu a entender que as acusações não deveriam afetar a colaboração de Franco na série. "Só posso falar com conhecimento de causa de 'The Deuce'. Estive a falar com todos os produtores e o resto da equipa. Não temos queixas nem registo de nenhum incidente que envolva o senhor Franco. A HBO também não recebeu nenhuma queixa. Quanto a nós, ele é completamente profissional enquanto ator, realizador e produtor", assegurou em entrevista à Variety.

James Franco também disse não entender as acusações. "Não faço ideia do que fiz à Ally Sheedy. Dirigi-a numa peça Off-Broadway [em 2014]. Passei um ótimo tempo com ela, todo o meu respeito por ela. Não faço ideia porque é que ela estava chateada", respondeu Franco também no mês passado, durante uma entrevista no programa de Stephen Colbert.

Sobre as outras acusadoras, o ator foi mais vago: "Em relação às outras... na minha vida tenho orgulho por assumir a responsabilidade pelas coisas que fiz. Tenho de fazer isso para manter o meu bem-estar. Faço isso sempre que sei que há algo errado que precisa ser alterado. Faço questão de fazê-lo", assinalou.

"As coisas que ouvi que estavam no Twitter não eram corretas. Mas apoio completamente as pessoas darem a cara e serem capazes de ter uma voz porque não a tiveram durante muito tempo. Portanto, não as quero calar de forma alguma acho que é uma coisa boa e apoio", acrescentou.

"Não consigo viver se é preciso corrigir alguma coisa. Irei fazê-lo. Se fiz alguma coisa errada irei corrigi-la. Tenho de o fazer. Acho que é assim que funciona. Não tenho realmente as respostas em relação à questão maior de como o fazermos. Acho que a questão de tudo isto é ouvirmos", concluiu.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.