Melhor Filme Dramático, Melhor Realizador para
David Fincher, Melhor Argumento e Melhor Banda Sonora foram os quatro galardões que o filme baseado no livro
«Milionários Acidentais» sobre o criador do Facebook,
Mark Zuckerberg, levou para casa na 68ª cerimónia dos Globos de Ouro.

Aquele que era visto como o favorito da noite,
«O Discurso do Rei», acabou por conseguir apenas vencer o prémio para Melhor Actor Dramático, entregue a
Colin Firth. Quanto à actriz dramática destacada, foi
Natalie Portman a receber a estatueta pelo seu desempenho em
«O Cisne Negro», de
Darren Aronofsky.

«Os Miúdos Estão Bem» foi considerado o melhor na categoria de Filme de Comédia ou Musical e a protagonista,
Annette Bening, arrecadou o prémio para Melhor Actriz na mesma categoria.

O vencedor do prémio para Melhor Actor de Comédia foi uma das surpresas da noite.
Paul Giamatti bateu
Johnny Depp,
Jake Gyllenhaal e
Kevin Spacey e saiu vitorioso pelo seu papel em
«Barney's Version».

Christian Bale que, depois de
«O Maquinista», voltou a perder peso drasticamente para o papel em
«The Fighter», foi recompensado com a estatueta para Melhor Actor Secundário. A sua homóloga feminina foi
Melissa Leo, distinguida pelo mesmo filme.

«Toy Story 3» foi, sem surpresas, o vencedor na categoria de Melhor Filme de Animação e o Melhor Filme Estrangeiro vem da Dinamarca. Chama-se
«In a Better World».

No campeonato das séries de televisão
«Boardwalk Empire», cujo episódio piloto foi dirigido por
Martin Scorsese, e
«Glee» foram as rainhas da noite nas categorias de Drama e Comédia/Musical, respectivamente.

Steve Buscemi, por
«Boardwalk Empire», arrecadou o galardão para Melhor Actor numa série dramática, e
Jim Parsons, foi reconhecido pela sua interpretação em
«The Big Bang Theory», na corrida das séries de comédia ou musicais.

As senhoras em destaque na televisão, coroadas ontem à noite, foram
Laura Linney, por
«The Big C» (Comédia/Musical) e
Katey Sagal, por
«Sons Of Anarchy» (Drama).

Curiosamente, as categorias de actores secundários em séries de televisão ficou numa só casa:
«Glee». Levaram os prémios, a cáustica
Jane Lynch e o jovem
Chris Colfer, o actor-revelação que levou os criadores da série a criar um papel de propósito para ele.

A melhor mini-série ou telefilme foi
«Carlos», de
Olivier Assayas, o filme biográfico sobre o célebre terrorista Ilich Ramírez Sánchez, mais conhecido por
«O Chacal», que provavelmente chegará a Portugal na versão cinematográfica de duas horas e meia.

Robert De Niro subiu ao palco para receber o prémio honorário
Cecil B.DeMille numa cerimónia que foi conduzida por
Ricky Gervais.


Veja a lista completa de vencedores

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.