A exposição inaugurará a 1 de junho e a atriz dará nesse dia uma conferência de imprensa, às 17h30, no Hotel Villa Itália, em Cascais, disse à agência Lusa o diretor do CCC, Salvato Telles de Menezes. A exposição, comissariada por
Anne Morin, apresentará uma seleção de fotografias que Jessica Lange tem feito nos últimos anos, de entre uma coleção de 130 imagens, referiu Salvato Telles de Menezes.

O exercício da fotografia é, possivelmente, desconhecido de grande parte do público que reconhece
Jessica Lange do cinema e da televisão. «Uma mulher tão luminosa como ela, que tem aquele halo fulgurante, como é que faz fotografias com uma carga dramática como a que apresenta na exposição», questionou o diretor do CCC, que descobriu a obra de Jessica Lange há um ano em Espanha.

A mostra, que estará patente em Cascais, reúne fotografias a preto e branco feitas sobretudo no México, registando o quotidiano «mais banal e simples, quase sempre com figuras humanas, que é uma característica da fotografia norte-americana», descreveu Salvato Telles de Menezes.

Lange encontra em
Henri Cartier-Bresson uma fonte de inspiração, em particular a máxima que o mestre francês sempre defendeu sobre a captura do «instante decisivo».

Jessica Lange, 63 anos, atriz de cinema, teatro e televisão, estudou artes e fotografia na Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, mas o curso ficou incompleto. Casou com o fotógrafo Francisco «Paco» Grande e depois mudou-se para Paris.

Só regressaria aos Estados Unidos nos 1970, estreando-se no cinema em
«King Kong» (1976), produzido por Dino de Laurentiis, valendo-lhe o primeiro de vários Globos de Ouro ao longo da carreira. Entrou em
«All that Jazz - O Espectáculo vai Começar» (1979), de
Bob Fosse,
«O Carteiro Toca Sempre Duas Vezes» (1981), de
Bob Rafelson, e
«Tootsie» (1982), de
Sydney Pollack, a comédia com a qual conquistou o primeiro Óscar.

Da mesma geração de
Meryl Streep e
Anjelica Huston, Jessica Lange voltaria a ser nomeada para os Óscares nos anos seguintes, até conquistar novo prémio em 1994, com
«Céu Azul», de
Tony Richardson. Atualmente, Jessica Lange integra o elenco da série norte-americana
«American Horror Story», com a qual recebeu um Globo de Ouro este ano.

Em 2008, Jessica Lange publicou um livro com fotografias a preto e branco, com prefácio de Patti Smith, e dois anos depois publicou imagens sobre o México.

A exposição
«Unseen» estará patente no Centro Cultural de Cascais até 19 de agosto.

Foto: Chema Moya/Lusa

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.