Apesar de ter lançado há poucas semanas "Deadpool 2" e mais dois filmes da saga "X-Men" em fase de pós-produção e previstos para chegarem às salas de cinema nos próximos meses, a CEO do estúdio Twentieth Century Fox deixou um aviso: os estúdios de Hollywood precisam diversificar a oferta para chegarem a públicos diferentes e não dependerem apenas de sagas "baseadas em super-heróis".

Durante a conferência CineEuropa que está a decorrer em Barcelona, Stacey Snider acrescentou que "se não continuarmos a chegar ao público que aparece para ver mais do que 'Vingadores' vamos só ter as receitas do fim de semana", numa alusão às receitas explosivas que cada "blockbuster" têm de fazer logo nos primeiros três dias de estreia antes de chegar o próximo.

"Os estúdios precisam ter um apetite maior por grande entretenimento cinematográfico que não seja necessariamente baseado em conteúdos já testados", referiu, citada pela Variety.

Para ilustrar a sua teoria, Snider deu dois exemplos da Fox: "Quando pensamos em 'O Grande Showman', tivemos de confiar que a música era incrível e que se alguma vez existiu alguém para ser 'O Grande Showman' na época do Natal, era o Hugh Jackman. O mesmo com 'Perdido em Marte' – baseava-se num livro auto-publicado. Não foi de todo um 'best-seller'".

Uma ampla seleção de conteúdos é uma ajuda, acrescentou.

"É muito insensato os estúdios que esperam que mais do mesmo vá sempre resultar. Queremos continuar, por exemplo, com os nossos filmes 'X-Men' e Deadpool', mas ao mesmo tempo temos grande sucesso com um filme como 'Um Crime no Expresso do Oriente' e 'O Grande Showman', onde estamos muito conscientes de falar para este público global, mas não a fazê-lo de uma forma que no passado homogeneizou todo o produto", garantiu.

"Onde as coisas descarrilam é quando aquele consumidor inteligente diz 'Já vi este filme'", explicou a CEO.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.