A organização do Festival de Cinema AVANCA 2020 vai comemorar a reabertura das salas de cinema com um “Mini Drive-In”, que servirá também de teste ao novo formato do festival, adotado devido à covid-19.

O evento, que decorrerá na noite de domingo para segunda-feira, dia para a reabertura das salas de cinema, na Ribeira do Mourão, em Avanca, um braço da ria de Aveiro, terá início às 00:05 e marcará o início das atividades do festival que decorre oficialmente a 18, 22 e 26 de julho.

Em ecrã gigante ao ar livre serão exibidas as curtas-metragens “A tua vez”, de Cláudio Jordão e David Rebordão, Prémio Estreia Mundial, e “Tweet Tweet”, de Zhanna Bekmambetova, Prémio Animação na edição anterior do festival.

O “míni Drive-In” é aberto ao público em geral, desde que dentro dos respetivos automóveis, sendo um primeiro momento do novo formato do festival, adotado este ano devido à pandemia.

Em julho vai ser possível ir de carro assistir aos filmes do 24.º Festival Internacional de Cinema AVANCA 2020, que este ano será transformado num ciclo de cinema “Drive-In”, que irá acontecer em diversos espaços de Avanca e do concelho de Estarreja.

“Em junho e julho, os carros irão estar virados para o grande ecrã onde será projetado alguns dos melhores filmes recentemente produzidos. Procurando responder ao contexto de pandemia, e com base nas orientações e recomendações da Direção-Geral da Saúde e do Governo, o festival de cinema AVANCA volta a inovar e adapta-se aos novos tempos”, salienta a organização.

O festival internacional de cinema Avanca 2020 é uma organização do Cine Clube de Avanca e do município de Estarreja, com o apoio de várias entidades, nomeadamente do Instituto do Cinema e do Audiovisual do Ministério da Cultura.

O AVANÇA, que já vai na sua 24ª edição, é um dos festivais portugueses com maior percentagem de estreias de filmes mundialmente inéditos, sendo que os filmes rodados no festival têm tido uma divulgação internacional, com uma marca recorde de 69 prémios em festivais de 18 países.

Em Portugal, morreram 1.342 pessoas das 31.007 confirmadas como infetadas, e há 18.096 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.