J. Edgar Hoover foi o primeiro diretor do FBI, cargo que exerceu entre 1935 e 1972. Responsável pela modernização e eficácia de toda a máquina de investigação da organização, Hoover tornou-se uma figura polémica pelo imenso poder que acumulou, com dossiers detalhados sobre as mais diversas figuras, que terá usado para chantagear até mesmo os mais influentes líderes políticos.

Dustin Lance Black, oscarizado por
«Milk», é o autor do argumento de
«J. Edgar», que deverá focar-se não só no percurso político de Hoover mas também na sua vida secreta de homossexual.

Realizado por
Clint Eastwood, o filme é protagonizado por
Leonardo DiCaprio no papel de J. Edgar Hoover,
Armie Hammer como Clyde Tolson (diretor associado do FBI),
Naomi Watts como Helen Gandy (secretária de Hoover),
Jeffrey Donovan como Robert F. Kennedy,
Judi Dench como a mãe de Hoover e
Josh Lucas como Charles Lindbergh.

O filme tem estreia internacional agendada para 11 de novembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.