Nem o sucesso esmagador da trilogia
«O Senhor dos Anéis», realizada por
Peter Jackson, impediu a imensa convulsão que sofreu a preparação da respectiva prequela, «The Hobbit», também adaptada de um romance de
J.R.R. Tolkien, e repartida por dois filmes. Inicialmente, Jackson manteria apenas a função de produtor, legando a de realizador a
Guillermo del Toro. Entretanto, as dificuldade financeiras da MGM, co-produtora dos filmes com a New Line, deixaram o projecto no limbo (tal como outros de alto calibre, como o próximo filme de James Bond), o que obrigou ao afastamento de del Toro, por impossibilidade de agenda em adiar ainda mais o prazo já alargado da produção.

Agora, após muitas complicações de permeio, incluindo problemas com o sindicato dos actores da Nova Zelândia, que ainda não estão resolvidos e poderão levar à mudança da produção para outro país, o filme já teve luz verde para avançar, com Peter Jackson a conseguir desbloquear a própria agenda e a garantir o seu regresso à cadeira do realizador.

«Explorar a Terra Média de Tolkien vai muito além de uma experiência de cinema normal», sublinhou o realizador numa declaração à imprensa. «É uma jornada totalmente imersiva a um local muito especial da imaginação, beleza e drama. Estamos ansiosos por reentrar neste mundo maravilhoso com Gandalf e Bilbo - e os nossos amigos da New Line Cinema, Warner Brothers e MGM».

Alan Horn, da Warner Bros., de que a New Line é subsidiária, também já veio afirmar que «Não há outro ser humano no planeta tão qualificado como Peter Jackson para realizar estes filmes. O Peter é incrivelmente talentoso e tem a visão criativa e a experiência para trazer à vida esta espantosa saga como nenhum outro cineasta é capaz. E a equipa de
Fran Walsh e
Philippa Boyens já provou através do seu trabalho na trilogia «Senhor dos Anéis» que ninguém é mais habilitado para transformar as palavras escritas de Tolkien numa linguagem vibrante e viva que faz com que o público acredite que não estão apenas a visitar a Terra Média mas efectivamente a viver nela. Não podíamos estar mais satisfeitos por ver «The Hobbit» tomar forma sob a liderança de Peter e da equipa que ele está a montar».

A rodagem deverá começar em Fevereiro de 2011 e a estreia do primeiro está prevista para 19 de Dezembro de 2012. O regresso de
Ian McKellen e
Andy Serkis aos papéis de Gandalf e Gollum já está confirmado, e está quase garantido que
Martin Freeman será Bilbo Baggins.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.