A "família" de "Velocidade Furiosa" continua zangada e nas últimas horas dois atores não disfarçaram o desprezo que têm pelo primeiro "spin-off", que juntou Luke Hobbs e Deckard Shaw, o duo formado por Dwayne Johnson e Jason Statham.

Do pior para o melhor e já com "Hobbs & Shaw": todos os filmes "Velocidade Furiosa"
Do pior para o melhor e já com "Hobbs & Shaw": todos os filmes "Velocidade Furiosa"
Ver artigo

Deckard Shaw (Stathan) foi o vilão de "Velocidade Furiosa 7", depois de se descobrir no filme anterior que foi ele que assassinou Han Lue (Sung Kang) no final de "Ligação Tóquio" (2006).

A decisão de o tornar um anti-herói no oitavo filme e até integrá-lo na família de  Dominic Toretto (Vin Diesel) não caiu bem em alguns fãs, que têm intensificado a partilha da hashtag "#JusticeForHan" [Justiça para o Han] por causa da estreia de "Hobbs & Shaw".

O sentimento parece ser partilhado por Michelle Rodriguez, que interpreta Letty Ortiz, a mulher de Dom, e não gostou que o argumentista Chris Morgan prometesse em entrevistas recentes que essa justiça estava a caminho.

"Para vossa informação, ando nisto desde o início, muito antes do Chris Morgan aparecer, e ele não tem absolutamente nada a ver com onde está esta narrativa ou para onde ela vai", escreveu nas redes sociais, menorizando o papel de quem escreveu todos os filmes da saga principal precisamente a partir de "Ligação Tóquio" (o terceiro) antes de avançar para "Hobbs & Shaw".

Outro membro da família é Tyrese Gibson (Roman Pearce), que no passado expressou a sua revolta pelo "spin-off" ter adiado a estreia de "Velocidade Furiosa 9" de 2019 para 2020, dizendo que "a 'família Fast' é apenas isso, uma família... não viajamos sozinhos".

Também ameaçou desistir se Dwayne Johnson regressasse: "Metes-te com a sobrevivência da minha família e das minhas filhas, eu meto-me com a tua".

Numa nova mensagem entretanto apagada nas redes sociais (mas não a tempo de evitar ser preservada), o ator partilhou a notícia de que "Hobbs & Shaw" teve a estreia mais baixa nas bilheteiras desde "Ligação Tóquio" e desabafou que "separar a família claramente não tem o valor que alguém poderia assumir que tem".

Recorde-se que "Velocidade Furiosa 10", em que se estreia Daniel Casey no argumento, está agora em rodagem e Dwayne Johnson e Jason Staham não vão regressar.

Dwayne Johnson e Vin Diesel tiveram uma zanga séria durante a rodagem de "Velocidade Furiosa 8" e essa animosidade veio a público em agosto de 2016, quando o primeiro disse nas redes sociais que alguns dos seus colegas de elenco não eram verdadeiramente profissionais.

Rapidamente ficou claro que o comentário tinha um único destinatário, Vin Diesel, que terá ficado bastante zangado em privado mas desvalorizou o assunto em público, chegando a dizer que o colega "brilhava" no seu papel como Luke Hobbs.

As duas estrelas terão enterrado o machado de guerra após Johnson, que começou com "Velocidade Furiosa 5", reconhecer que a saga pertencia a Diesel. O dinheiro nunca foi uma questão, pois os dois eram os mais bem pagos do elenco.

Seja como for, os dois ficaram separadas durante a promoção de "Velocidade Furiosa 8" e ficou a saber-se que as suas cenas foram filmadas de forma a nunca estarem na rodagem ao mesmo tempo.

Segundo Johnson, o motivo da zanga foi uma diferença de interpretação do que é "profissionalismo" e ficou resolvida após uma conversa entre os dois.

Numa entrevista à Rolling Stone em abril do ano passado, o ator disse que desejava o melhor a Vin Diesel e que não guardava ressentimento porque estava tudo claro entre eles, mas a seguir pensou melhor e deixou escapar a rir: "Na verdade, risque essa parte de não guardar ressentimento. Vamos ficar só pelo estar tudo claro".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.