Pierre, um jovem privilegiado cujo romance publicado anonimamente é um êxito, está prestes a casar com Lucie, a sua prima loira. Pierre larga tudo quando, numa noite na floresta, uma mendiga de cabelos escuros partilha com ele o seu segredo: ela é Isabelle, sua irmã, abandona pelo pai de ambos.

Pierre abandona a sua mãe sobre-protetora e Lucie, partindo para Paris com Isabelle, decidido a descobrir o lado negro da natureza humana. Começa um novo livro, cujos capítulos envia ao seu editor sob um pseudónimo; o seu relacionamento com Isabelle vai para além do fraternal. No Inverno, a frágil Lucie vem viver com eles. As invejas familiares instalam-se e Pierre pode ter encontrado desespero em vez de verdade.

Esta é a sinopse de
«Pola X», o mais polémico filme de
Leos Carax, estreado na edição de 1999 do Festival de Cinema de Cannes e levemente baseado no romance «Pierre: or, The Ambiguities», de Herman Melville. O filme é protagonizado pelos então jovens
Guillaume Depardieu e
Yekaterina Golubeva, prematuramente falecidos, e ainda por
Catherine Deneuve.

Além de
«Pola X», será também apresentada na sessão a curta-metragem «Merde», integrada no filme coletivo
«Tóquio!», de 2008.

«Pola X» é exibido hoje, 7 de novembro, às 22h00, no Cinema Monumental, em Lisboa, na presença de Leos Carax, e ainda no dia 13, pelas 15h30, no Casino Estoril.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.