«A Pigeon Sat on a Branch Reflecting on Existence», do realizador sueco Roy Andersson com os atores Nils Westblom, e Holger Andersson (esquerda e direita na foto) que aborda dezenas de situações que dramatizam o lado grotesco do comportamento humano, conquistou hoje o Leão de Ouro para melhor filme na 71ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, numa escolha do júri presidido pelo compositor francês Alexandre Desplat. O filme encerra uma trilogia de que fazem parte «Songs from the Second Floor» (2000) e «Tu, Que Vives» (2007).

«The Look of Silence», novo documentário de Joshua Oppenheimer, que regressa ao tema do genocídio na Indonésia dos anos 60 que já retratara no aclamado «The Act of Killing», era outro favorito e acabou distinguido com o Grande Prémio do Júri.

«The Postman’s White Nights», uma grande surpresa apresentada no último dia do certame, valeu o prémio de realização a Andrei Konchalovsky, no que parece ser um regresso à melhor forma ao celebrado cineasta de «Siberiada» (1979), «Os Amantes de Maria» (1984) e «Comboio em Fuga» (1985).

O ator norte-americano Adam Driver, que será visto no próximo ano como vilão em «Star Wars VII», recebeu a Taça Volpi para a melhor interpretação masculina pelo filme «Hungry Hearts», do realizador Saverio Costanzo, pelo papel de um jovem pai que procura resguardar o filho recém-nascido de uma mãe superprotetora, interpretada pela atriz italiana Alba Rohrwacher, que recebeu a distinção feminina.


Lista dos principais vencedores:

Leão de Ouro, Melhor Filme: «A Pigeon Sat On A Branch Reflecting On Existence», rea: Roy Andersson (Suécia)

Leão de Prata, Melhor Realizador: Andrei Konchalovsky, «The Postman's White Nights» (Rússia)

Grande Prémio do Júri: «The Look of Silence», dir: Joshua Oppenheimer (EUA)

Volpi Cup, Melhor Atriz: Alba Rohrwacher, «Hungry Hearts» (Itália)

Volpi Cup, Melhor Ator: Adam Driver, «Hungry Hearts»

Prémio Marcello Mastroianni para Melhor Ator/Atriz Jovem: Romain Paul, «Le Dernier Coup de Marteau» (França)

Melhor Argumento: «Ghesseha»; rea: Rakshan Banietemad (Irão)

Prémio Especial do Júri: «Sivas», rea: Kaan Mujdeci (Turquia, Alemanha)

Leão do Futuro - para filmes estreante: «Court», rea: Chaitanya Tamhane (Índia)