"Não aprovo nem sanciono de forma alguma o filme em preparação sobre Judy Garland".

Foi nestes termos que Liza Minnelli deixou bem claro pela primeira vez o que pensa sobre o próximo filme biográfico sobre a sua mãe, que será interpretada por Renée Zellweger.

A reação surgiu nas redes sociais em resposta a uma notícia, entretanto removida, que alegava que as duas atrizes se tinham conhecido e tinha uma relação próxima, o que faria supor que dava a sua benção ao projeto sobre a lendária atriz e cantora.

"Nunca conheci ou falei com a Renée Zellweger. Não sei como estes histórias começam, mas não aprovo nem sanciono de forma alguma o filme em preparação sobre Judy Garland. Quaisquer notícias em contrário são 100% falsas", escreveu a vencedora do Óscar por "Cabaret" (1972).

O filme realizado por Rupert Goold e que tem ainda no elenco Jessie Buckley, Finn Wittrock e Michael Gambon, vai debruçar-se sobre os últimos meses de vida de Judy Garland, quando chegou a Londres para cinco semanas de concertos esgotados no inverno de 1968.

Então com apenas 47 anos, o retrato será o de uma mulher exausta e frágil depois de passar a vida vida a enfrentar vícios e pessoas que tentavam controlar a sua carreira, cheia de saudades de casa e da família, que começa a ter dúvidas de conseguir fazer os espetáculos. Também irá mostrar a relação com o seu quinto marido, Mickey Deans.

Imortalizada pelo filme "O Feiticeiro de Oz" (1939) e a canção "Over the Raimbow", acabou por falecer a 22 de junho de 1969.

Liza Minnelli nasceu em 1946, da relação com o segundo marido, o realizador Vincente Minnelli.

A estreia nos cinemas será no final de novembro e em março foi divulgada a primeira imagem oficial.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.