Num sinal de esperança que também terá impacto no calendário dos lançamento de filmes no resto do mundo, "Um Lugar Silencioso 2" e "Cruella" levaram espectadores aos cinemas nos EUA como não acontecia há mais de 14 meses.

A estreia do segundo filme de terror de John Krasinski com Emily Blunt ultrapassou as expectativas e liderou as bilheteiras americanas com 48,4 milhões de dólares nos primeiros três dias [39,71 milhões de euros], prevendo-se que suba para os 58,5 milhões [48 milhões de euros] contando com a segunda-feira, feriado nos EUA (conhecido como o fim de semana do Memorial Day).

Levando em conta o impacto da pandemia, as previsões dos analistas para a sequela ficavam pelos 40 milhões de dólares para os quatro dias.

O valor para os primeiros três dias aproxima-se tanto da estreia do filme de 2018 como das previsões que havia para a sequela em março de 2020, quando foi adiada uma semana antes do lançamento a 19 de março.

Também é a melhor estreia para um filme americano nos EUA durante a pandemia, ultrapassado os 48,5 milhões de dólares [41, 16 milhões de euros] de "Godzilla vs. Kong" nos primeiros cinco dias no início de abril.

Em segundo lugar, ficou "Cruella", da Disney, com 21,3 milhões de dólares [17,47 milhões de euros] e uma previsão de 26,5 [21,74 milhões de euros] para os quatro dias, valores que os analistas atribuem ao lançamento em simultâneo na plataforma Disney+ com um preço premium de 3o dólares [24,61 euros].

Cruella

Apesar de ter sido levantada a obrigação de usar máscara nos principais cinemas americanos, todos estes valores acontecem num contexto em que a capacidade das salas está limitada a 50% na Califórnia e em cerca de 20 outros Estados, e continuam fechadas muitas salas no Canadá (que entram nas contas do "box office" americano).

Os dois filmes combinados contribuíram para que o TOP10 chegar aos 80 milhões nos primeiros três dias e 100 para o fim de semana prolongado, um recorde desde que começou a pandemia, ainda que também seja o pior "Memorial Day weekend" em mais de 25 anos (não incluindo o do ano passado).

Os analistas preveem que os dois filmes sustentem os cinemas até às estreias do musical "Ao Ritmo de Washington Heights" (11 de junho nos EUA, uma semana depois de Portugal) e principalmente "Velocidade Furiosa 9" (25 de junho, um dia a seguir a Portugal).

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.