Milhões de telespectadores vão acompanhar este domingo (madrugada de segunda-feira em Portugal) a transmissão dos Globos de Ouro, uma das mais importantes cerimónias de prémios de Hollywood, que ajuda alguns filmes ou atores a chegarem ao Óscar. Conheça os principais destaques da edição 2019.

A consagração de Lady Gaga?

A noite de domingo pode selar o destino do filme "Assim Nasce uma estrela", o enésimo remake de um popular sucesso de 1937, que compete em cinco categorias nos Globos de Ouro, incluindo a de Melhor Filme de Drama e de Melhor Atriz para Lady Gaga.

A cantora também foi nomeada na categoria de Melhor Canção por "Shallow", o tema que interpreta com o seu co-protagonista Bradley Cooper, também realizador do filme.

No caso de uma vitória nos Globos de Ouro, o filme colocaria a estrela pop em órbita para entrar na galáxia dos Óscares, cujas nomeações serão anunciadas no dia 22 de janeiro.

"Vice" e as críticas divididas

"Vice", um retrato sarcástico do vice-presidente americano Dick Cheney, dirigido por Adam McKay, lidera a lista de filmes na corrida com seis nomeações mas, desde a sua estreia nos cinemas a 25 de dezembro, as que críticas estão divididas.

Será que isso prejudicará o filme nos Globos de Ouro, que são atribuídos pelos membros da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA)?

A performance de Christian Bale, irreconhecível como Dick Cheney, é unanimemente elogiada, mas muitos criticam o filme em si por ficar na superfície da personagem ou pior, pender para a caricatura.

O filme, que trata de temas pesados e às vezes trágicos em tom burlesco, está presente na categoria de "Melhor Filme de Comédia ou Musical", onde enfrenta pesos pesados como "A Favorita", "Green Book", com Viggo Mortensen e Mahershala Ali, e "O Regresso de Mary Poppins".

A maioria dos especialistas ou sites apostam na derrota de "Vice".

"Roma", aquecimento para os Óscares?

"Roma," o filme de Alfonso Cuarón que retrata a sua infância num bairro da Cidade do México foi filmado em espanhol e não pode competir na categoria de "Melhor Filme de Drama" nos Globos de Ouro.

Muitos acreditam que o filme ganhará o Globo de Ouro de "Melhor Filme Estrangeiro" e que o cineasta mexicano, vencedor do Óscar por "Gravidade", em 2014, também vencerá o prémio de "Melhor Realizador".

Nesse caso, "Roma" partiria com vantagem na corrida para os Óscares.

Os antigos e os modernos

Os Globos de Ouro também celebra a televisão, com uma estranha mistura de novidades e produções já nomeadas noutras edições. Concorrem séries lançadas muito tarde para competir nos Emmy Awards e outras, mais antigas, já premiadas.

Para complicar ainda mais, o júri dos Globos de Ouro muitas vezes surpreende ao escolher "outsiders".

Assim, enfrentam-se no domingo "The Marvelous Mrs. Maisel", que triunfou nos Emmys e cuja segunda temporada já foi lançada pela Amazon, e os mais frescos "Homecoming", com Julia Roberts, e "O Método Kominsky ", a série da Netflix com Michael Douglas.

Desafio de audiência

Os apresentadores da noite de gala, Sandra Oh ("Anatomia de Grey", "Killing Eve") e Andy Samberg, serão capazes de assegurar o espetáculo e salvar um formato televisivo em declínio?

Na era das redes sociais, cerimónias intermináveis (três horas, intercaladas com publicidade) estão a tornar-se cada vez menos populares. Muitos fãs contentam-se em consultar as listas finais e clips de vídeos selecionados na internet.

A edição de 2018 dos Globos de Ouro contou com a participação de apenas 19 milhões de telespectadores nos Estados Unidos. E em setembro, os Emmys Awards fracassaram, atraindo apenas 10,2 milhões de pessoas, a menor audiência da sua história.

Sandra Oh e Andy Samberg prometeram uma festa mais rica em piadas do que discursos militantes, como os que marcaram a edição anterior, em plena agitação do caso Weinstein.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.