O controverso realizador dinamarquês Lars von Trier aceitou um pequeno papel num filme independente e de pequeno orçamento.

Dirigido por um compatriota, o ator e realizador Aske Bang, nomeado para um Óscar em 2017 pela curta-metragem "Silent Nights", as filmagens começam em março e a produção lançou um pedido de financiamento na plataforma Kickstarter para cobrir as despesas.

No filme "Welcome To The Moon", Lars von Trier, realizador de títulos como "Dancer in the Dark", "Dogville", "Anticristo" e "Ninfomaníaca", e que surpreendeu no ano passado o Festival de Cannes com o violento "The House That Jack Built - A Casa de Jack", fará uma breve aparição no filme, segundo destacou a produção em comunicado.

"Até onde sei, Von Trier tem de se sentar num canto, irritado. Acho que ele pode fazer isso e eu serei um produtor indiferente e com um ego inflacionado, e também acho que posso fazer isso", declarou à agência de notícias dinamarquesa Ritzau Peter Aalbæk, produtor de Von Trier também envolvido no projeto.

Com este filme "híbrido", Aske Bang, 30 anos, quer misturar drama, comédia e suspense, à volta da história de amizade entre um realizador e um ator mal sucedido, a quem o primeiro não pode confessar que confiou o seu próximo papel à estrela Mad Mikkelsen.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.