Após deixar de fazer filmes de ação ainda este ano por causa da idade, o futuro de Liam Neeson pode passar pelo regresso ao cinema de "Aonde é que Pára a Polícia", a saga cómica dos anos 1980 com Leslie Nielsen como o desaparafusado agente Frank Drebin.

Numa recente entrevista à revista People, o ator avisou que vai fazer 69 anos e pretende reformar-se dos filmes de ação ainda em 2021, quando for possível concluir dois projetos durante a pandemia.

Vale a pena recordar que apesar de ter vários papéis de ação na carreira, nomeadamente "Vingança Sem Rosto" (1990) e "Star Wars: Episódio I - A Ameaça Fantasma" (1990), durante muitos anos o ator irlandês era mais conhecido pelos filmes dramáticos, principalmente "A Lista de Schindler" (1993), pelo qual foi nomeado para os Óscares.

A faceta na carreira que o tornou muito popular e bem pago surgiu com o sucesso inesperado de "Taken - Busca Implacável" em 2008, onde interpretava um antigo agente governamental a tentar encontrar a filha raptada.

Mas após mais de uma dúzia de títulos do mesmo género e dizer que os argumentos são bons e se sente como um miúdo numa loja de doces, o futuro pode passar por outro género, graças o do comediante com quem trabalhou em "Mil e Uma Maneiras de Bater as Botas" (2014).

"Fui contactado pelo Seth McFarlane e pelos Estúdios Paramount para talvez ressuscitar os filmes 'Aonde é que Pára a Polícia", revelou.

"Ou vai acabar com a minha carreira ou levá-la noutra direção, honestamente não sei", brincou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.