O realizador português Luís Filipe Rocha prepara a adaptação para cinema do romance "O teu rosto será o último", de João Ricardo Pedro, e contará com 600.000 euros de apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

De acordo com deliberação da direção do ICA, do dia 22, a verba será atribuída no âmbito do concurso de apoio complementar, de 2019, à produção de longas-metragens de ficção e documentário.

À agência Lusa, Luís Filipe Rocha explicou hoje que o projeto, com produção da Ukbar Filmes, está ainda na fase de montagem financeira, com procura de coproduções internacionais, estando ainda por definir elenco e data de rodagem.

Além da realização, Luís Filipe Rocha assina o argumento a partir do romance de estreia de João Ricardo Pedro, distinguido com o Prémio Leya 2011.

"A história que o romance conta é fascinante", referiu Luís Filipe Rocha, justificando que a narrativa acompanhar três fases da vida de uma personagem - Duarte, um "menino-prodígio" -, da infância à idade adulta, e aborda "um tema mais profundo sobre o destino artístico de alguém".

O romance toca ainda em vários momentos da história recente de Portugal, incluindo o período da guerra colonial e da revolução de Abril de 1974.

Os mais recentes filmes de Luís Filipe Rocha, 72 anos, são a ficção "Cinzento e negro" (2015) e o documentário "Rosas de Ermera" (2017).

Ao concurso de apoio complementar de 2019 candidataram-se os projetos "A cidade e as serras", de Francisco Manso, "As filhas do enforcado", de João Canijo, "Onde é que ela vai", de Teresa Villaverde, e "Vindima", de Luís Galvão Teles.

Do plano de concursos de apoio financeiro de 2019, o apoio à exibição em circuitos alternativos, de 200 mil euros, será repartido em partes iguais por vinte estruturas culturais, na maioria cineclubes.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.