As salas de cinema portuguesas sofreram em 2013 uma quebra de 9,2% de espectadores, tiveram menos 12,1% sessões e desceram 11,4% nas receitas de bilheteira, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Estes resultados foram apurados com base nos dados enviados pelos recintos de cinema do país ao Instituto do Cinema, Audiovisual (ICA), de acordo com o projeto de informatização das bilheteiras. Ao todo, o INE analisou dados enviados por 158 recintos de cinema, correspondendo a 554 écrans e 105.364 lugares.

Nestes recintos foram exibidos 1.042 filmes (dos quais 348 em estreia), tendo-se realizado 558.161 sessões de cinema, com um total de 12,5 milhões de espectadores e 65,5 milhões de euros de receitas de bilheteira.

De acordo com o documento do INE sobre estatísticas da cultura, o número de espetadores de cinema tem vindo a apresentar uma tendência decrescente desde 2002, ano em que foram registados 19,5 milhões de espetadores.

Só nos últimos dois anos registaram-se menos 3,2 milhões de espetadores nos recintos de cinema: menos 1,3 milhões em 2013 e menos 1,9 milhões no ano anterior.

Em 2014, a tendência deverá manter-se: ainda que os dados ainda não tenham sido tratados oficialmente, o número de espectadores terá ficado pelos 11,9 milhões, uma quebra de 5% em relação a 2013, e as receitas pelos 62 milhões de euros, menos 5,6%.

Quanto às receitas de bilheteira, o INE aponta que após uma tendência crescente até 2010, ano em que se verificou o maior valor desses anos (82,2 milhões de euros), a tendência inverteu-se, passando a registar-se valores decrescentes nos três anos seguintes. No entanto a receita por espectador de cinema tem vindo a aumentar, exceto em 2013: 3,8 euros em 2002; cinco euros em 2010; 5,4 euros em 2012 e 5,2 euros no ano passado.

Por regiões, foi em Lisboa que se realizou o maior número de sessões (44% do total), concentrando 47,5% de espectadores, e 49,6% das receitas de bilheteira.

A região Norte registou 29,1% do total de sessões, 30,9% de espectadores e 28,8% das receitas, seguida pela região Centro com 17,2% das sessões e 14% de espectadores, e das receitas de bilheteira.


Domínio do cinema norte-americano

Do total de filmes exibidos em 2013, 25,4% eram filmes norte-americanos, concentrando 61,6% das sessões, 63,2% de espectadores e 63,5% do total das receitas de bilheteira.

As coproduções corresponderam a 31,8% dos filmes exibidos, 21,5% das sessões e a 19% de espectadores e das receitas.

À exibição dos 357 filmes europeus em 15,1% das sessões corresponderam 16% do total de espectadores e das receitas de bilheteira.

Os 122 filmes portugueses (11,7% do total) foram exibidos em 2,3% das sessões, tendo registado cerca de 3% de espectadores e das receitas de bilheteira.

Nos filmes dos países europeus, destacaram-se os de origem francesa que representaram 7% dos filmes exibidos, de espectadores e das receitas totais.