A última vez que Bryan Adams atuou em Lisboa foi em 2008, quando fez a estreia mundial do álbum “11” numa matiné no cabaret Maxime.

Em 2010 editou o trabalho de originais “Bare Bones”, que apresentou em concertos em formato acústico.

Esta quinta-feira, dia 15 de dezembro, Bryan Adams regressa ao Pavilhão Atlântico, uma sala que esgotou em janeiro de 2005 quando gravou o DVD “Live in Lisbon”.

Desta vez, e novamente para uma plateia esgotada, na bagagem leva mais de 30 anos de carreira, de que fazem parte temas como "Cuts Like A Knife", "Summer of '69", "Kids Wanna Rock", "Can't Stop This Thing We've Started", "(Everything I Do) I Do It For You", “Heaven” e “Run To You”.

Com mais de 65 milhões de discos vendidos, Bryan Adams é um dos mais conhecidos músicos canadianos, recebeu a Ordem do Canadá e tem uma estrela no "Walk of Fame" canadiano.

O músico nasceu há 52 anos em Kingston, Ontário. Devido à profissão do pai, embaixador, passou parte da infância e adolescência em Portugal. Aos 17 anos enviou as suas primeiras gravações para uma editora canadiana, tendo aos 18 assinado contrato por um dólar.

O primeiro álbum, em nome próprio e escrito em parceria com Jim Vallance, surgiu em 1980. Em 1983 edita o álbum “Cuts like a knife”, que o catapulta para a ribalta da música rock.

Durante os anos de 1991 e 1992, o single "Everything I do (I do it for you)”, da banda sonora do filme “Robin Hood: Príncipe dos Ladrões”, ocupou o primeiro lugar nas tabelas de vendas todo o mundo.

Bryan Adams tem ainda uma fundação com o seu nome, para ajudar o financiamento da educação de jovens e crianças carenciadas, que é suportada em grande parte pelo trabalho que desenvolve como fotógrafo.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.