Trata-se de um espetáculo com base nas 'Quatro Estações', de Vivaldi e de Piazolla, em que a Orquestra de Câmara de Lisboa divide o palco com jovens músicos da Academia Luísa Todi e do Conservatório Regional e com o violinista internacional Hugo Ticciati, que dirige o concerto.

Sob orientação de 60 artistas convidados, crianças e jovens de escolas e coletividades do concelho de Setúbal vão mostrar o resultado do trabalho musical que desenvolveram ao longo do ano, de acordo com o projeto idealizado pelo diretor artístico do Festival de Música de Setúbal, Ian Ritchie, que também dirige o Festival de Londres (City of London Festival).

"O Festival de Música de Setúbal já é reconhecido a nível nacional mas também a nível internacional", disse Ian Ritchie na conferência de imprensa de apresentação do certame, realizada hoje na Casa da Cultura de Setúbal.

Ian Ritchie afirmou que o Festival de Música de Setúbal tem suscitado cada vez maior interesse de jornalistas ingleses, mas também de jornalistas de outras nacionalidades, por se tratar de um projeto que promove a inclusão social pela música, que considerou um exemplo a nível europeu.

Ian Ritchie justificou também a escolha do tema deste ano - o Clima - com o facto de ser uma área do conhecimento acessível a todas as crianças e jovens que participam no festival, mas também por se tratar de uma temática atual, devido às alterações climáticas.

Entre muitos outros eventos musicais previstos no programa do festival, que decorrem de 28 a 31 de maio, está também anunciada a primeira apresentação do grupo Ensemble Juvenil de Setúbal, um projeto musical e socialmente inclusivo formado há menos de um ano, com o apoio do programa PARTIS - Práticas Artísticas para a Inclusão Social - da Fundação Calouste Gulbenkian.

No concerto que terá lugar no dia 30 de maio, no Fórum Municipal Luísa Todi, o Ensemble Juvenil de Setúbal interpreta músicas de diversos estilos e géneros, que pretendem refletir a diversidade cultural, experiência e formação dos próprios intérpretes.

O Ensemble Juvenil, que reúne jovens músicos da região de Setúbal, interpreta ainda uma música criada especialmente para o grupo por Dan Stern (Reino Unido), Daniel Bernardes e Luís Salgueiro.

O vereador da Cultura na Câmara de Setúbal, Pedro Pina, lembrou que o "fulgor dos três dias do festival" começa com o trabalho realizado ao longo do ano nas escolas e salientou o facto de se tratar de um "projeto socialmente inclusivo, que não deixa ninguém para trás".

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.