Em estreia absoluta em Portugal, a artista, que até tem uma costela portuguesa - o seu avô reside em Guimarães -, cruza neste álbum, essencialmente dedicado ao samba, o trabalho de alguns novos compositores de Música Popular Brasileira (MPB) da sua geração (como Carlos Rennó, Pedro Luís, Roberta Sá, Nenung, Duani) com as participações de Zeca Pagodinho ou da cabo-verdiana Mayra Andrade.

Para trás não ficaram, contudo, os tempos em que Mariana, actualmente considerada como uma das maiores promessas, em anos, da MPB, se dedicava ao forró, numa primeira fase, como backing vocal de Miltinho Edilberto e, posteriormente, como membro dos projectos de Dante Ozzeticomo e Daniela Mercury, e da banda Caruá. Pelo contrário. A cantora, filha do músico Mário Manga e da produtora Bia Aydar, emprestou a "Peixes, Pássaros, Pessoas" alguns ritmos típicos do estilo, bem como, algumas sonoridades alusivas ao rock, hip-hop ou baião.

Do registo, além da diversidade rítmica, destacam-se ainda as letras das canções, e a faixa "Aqui em Casa", co-assinada por Duani, integrante da banda Forroçacana e compositor de 13 temas do álbum.

O primeiro disco de Mariana Aydar, "Kavita 1", editado após uma estadia em Paris, foi lançado em 2006. A obra reúne interpretações de temas dos mestres brasileiros, como Chico César, Dominguinhos, Elba Ramalho, Virgínia Rosa e Seu Jorge.

Sara Novais

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.