A Serenata Monumental, que começa à meia-noite, conta com os grupos Mensagem, In Illo Tempore e Canto da Noite, da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra, que irão tocar "uma balada original composta para este ano", disse Sofia Carvalhinho, comissária da Tradição da Comissão Organizadora da Queima das Fitas.

O cortejo da Queima das Fitas de Coimbra realiza-se no domingo, o Baile de Gala no sábado, tendo como tema a "época dos loucos anos 1920" e a garraiada decorre na Figueira da Foz, a 15 de maio.

Este ano, a Queima das Fitas contrata todos "os serviços alimentares para a organização, para os grupos académicos e tunas, assim como para o baile de gala, aos SASUC [Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra]", de forma a reforçar o apoio aos serviços da universidade, referiu o secretário-geral da comissão, André Gomes.

"Deveríamos dar este sinal de apoio aos SASUC, que atravessam algumas dificuldades", frisou André Gomes, recordando ainda que à semelhança do que aconteceu em 2013 mantém-se um "contributo social" para quem recebe convite, que reverte para o fundo social do Instituto Justiça e Paz destinado a estudantes com carências económicas.

A Queima das Fitas de 2014 terá alguns estreantes no evento, como o dj holandês Afrojack, a rapper Capicua, o duo belga 2manydjs, e sete repetentes, entre eles Xutos e Pontapés, Buraka Som Sistema (na foto), Mind da Gap e Legendary Tiger Man.

Nos primeiros quatro dias da Queima das Fitas, haverá também o Palco RUC (Rádio Universidade de Coimbra), que traz o escocês Kode9, fundador da editora Hyperdub e os americanos Hush Hush e Mykki Blanco.

O alinhamento do cartaz do palco principal deste ano é "diferente", por haver "grupos académicos a abrir e a fechar o palco", contou André Gomes, pretendendo que, com esta medida, o estudante "venha mais cedo para a Praça da Canção para ver os colegas a atuarem".

André Gomes afirmou que estão a ser "vendidos mais bilhetes gerais [para as noites na Praça da Canção] este ano do que em 2013" (até ao momento cerca de 4.500), esperando um aumento do público registado. "O cartaz é mais homogéneo em termos de qualidade e bastante diversificado no tipo de música", sublinhou.

A Queima das Fitas termina com a Bênção das Pastas, a 25 de maio, data criticada pelo Bloco de Esquerda de Coimbra por coincidir com as eleições europeias, alertando que a escolha da data configura "um apelo à abstenção".

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.