A Roland Corporation declarou que é agora a principal detentora das acções da Cakewalk. As duas empresas têm trabalhado em conjunto desde 1995, e cooperam muito proximamente em diversos projectos e linhas de produtos, mas esta não é a 1ª vez que a empresa japonesa pensa em adquirir uma companhia de software. Muitos observadores criticaram a Roland por não ter feito aquisições chave, quando o mercado de software de música começou a despoletar há alguns anos atrás. Estas críticas aumentaram de tom quando a Arturia lançou o Júpiter-8, que muitos achavam que deveria ser lançado pela própria Roland.

Em 2003 a Roland ampliou a sua parceria estratégica ao adquirir uma quota minoritária na Cakewalk, e expandiu o seu compromisso com a linha de produtos da Cakewalk quando começou a incluir programas como o Sonar LE na venda de um vasto leque de produtos da Roland/BOSS/Edirol. Em anos mais recentes as duas empresas desenvolveram e lançaram em conjunto soluções de gravação, incluindo por exemplo o SONAR Power Studio.

Recentemente a Cakewalk adoptou a tecnologia REAC (Roland Ethernet Audio Communication) da Roland, para desenvolver o sistema de gravação SONAR REAC - capaz de gravar até 40 canais de áudio com alta qualidade directamente para PC via uma entrada Ethernet. Os novos produtos para músicos e produtores profissionais de áudio serão agora apelidados de "Cakewalk by Roland"? - similar à associação da Edirol com a própria Roland.

A Roland demorou 5 anos a comprar a Cakewalk, o que alguns poderão dizer que é tempo a mais no clima de inovação que estamos a viver. O tempo ditará a resposta desta aposta da Roland.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.