O festival propõe-se apresentar "a arte da música de câmara", segundo a apresentação do certame.

Os concertos realizam-se em quatro espaços de Lisboa - Centro Cultural de Belém (CCB), Teatro Nacional de São Carlos (TNSC), Convento dos Cardaes e Casa Pia de Lisboa (CPL) -, e cruzam "obras dos mestres do passado com compositores contemporâneos, como o português António Pinho Vargas”, anunciou a organização.

O Cantabile “procura colaborar com projetos pedagógicos de inclusão social através da música" completando, “desta forma, a sua essência e esforço”.

O concerto da próxima segunda-feira insere-se neste objetivo, propondo ”um programa pedagógico para os alunos de ensino artístico” da Casa Pia de Lisboa, com o pianista Raul da Costa e a violetista Diemut Poppen.

“Fantasia” é o título do concerto inaugural, no sábado, no Centro Cultural de Belém, com Diemut Poppen (viola d’arco e direção artística), Pavel Gomziakov (violoncelo), Matan Porat e Raul da Costa (piano), mais o barítono André Baleiro.

O programa é composto por obras de música de câmara e ‘lieder’, de Bach, Schumann e Schubert.

Na terça-feira, no ‘foyer’ do TNSC, com entrada gratuita, serão escutadas obras de Mozart, Brahms e Schumann, interpretadas por Maria-Elisabeth Lott e Tamila Kharambura (ambas em violino), Diemut Poppen (viola d’arco), Pavel Gomziakov (violoncelo) e Matan Porat (piano).

No dia seguinte, no mesmo espaço, Maria-Elisabeth Lott, Diemut Poppen, Pavel Gomziakov, Matan Porate e Raul da Costa interpretam obras de Schubert (“Arpeggione”), Brahms (“Sonata em Ré menor” e o Quarteto com piano em Sol menor) e, de Pinho Vargas, “Antiques para viola e violoncelo”.

O Festival encerra no dia 27, no Convento dos Cardais, com um concerto que se inclui no programa das Jornadas Europeias do Património, por Maria Elisabeth Lott, Diemut Poppen e Pavel Gomziakov, que interpretarão as Suites N.º 1, em Sol Maior, e n.º 2, também em Sol Maior, de Bach, e, de Mozart, “Divertimento em Mi bemol Maior para trio de cordas”.

Fazendo um balanço de dez anos, o festival realizou “mais de 50 concertos em Portugal, em 15 palcos diferentes”, aos quais assistiram 14.000 pessoas, segundo dados da organização.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.