"Viemos mostrar a parte detrás daquilo que vemos nos desfiles de moda. Aqui temos onde tudo começa (...). Isto é aquilo que normalmente não é feito, mostramos o produto final. Foi bom fazer coincidir isto com a Semana da Moda", indicou Luís Figueiredo, presidente do CENIT, em declarações aos jornalistas.

O evento Zona Industrial ModaPortugal, organizado pelo CENIT em parceria com a ANIVEC - Associação Nacional das Indústrias e Vestuário e Confeção juntou as empresas nacionais Calvelex, Paulo de Oliveira, Polopique, Riopele e Twintex.

A noite de segunda-feira, numa popular galeria de Paris, foi pontuada com atuações do cantor português Conan Osíris, que juntamente com as instalações sob a direção artística do curador Miguel Flor e um jantar com assinatura do ‘chef’ Pedro Lemos, levaram o saber e sabor nacionais à capital francesa.

O cantor, que foi o finalista português da última edição do Festival da Canção e representou Portugal na final da Eurovisão em Israel, considerou que a sua performance fazia sentido estando ligada à moda.

"Acho que o convite fez todo o sentido, já que canto em português ultimamente e venho trazer, não só uma representação do têxtil português, mas também da música e da cultura que está a acontecer no país", declarou Conan Osíris.

Segundo Luís Figueiredo, as empresas que estiveram esta noite em Paris levaram "tecnologia de ponta" e querem mostrar os seus avanços desde a fiação até à confeção de têxteis e vestuário.

"O retorno é aproveitarmos as pessoas que vêm à Semana da Moda de Paris para mostrar a indústria portuguesa. Os comentários são entusiasmantes", disse Luís Figueiredo.

Estas valências podem também conjugar-se e oferecer novas potencialidades aos clientes do têxtil nacional.

Já o secretário de Estado da Economia português, João Neves, considerou haver “espaço para várias intervenções” em Paris.

“O que as empresas fazem é mostrar as suas capacidades em termos do produto que têm para oferecer aos seus clientes. Nós temos capacidades em diferentes áreas e essas áreas podem complementar-se. Mostra que não temos só para oferecer um produto com qualidade intrínseca, mas com inovação, design e moda", referiu João Neves.

Esta promoção das empresas portuguesas em Paris, assim como uma campanha de comunicação até ao final do ano à volta do têxtil português, tem um investimento de 350 mil euros e a iniciativa foi cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.