Através do Facebook e do Instagram da CNB, será possível acompanhar o dia-a-dia de cada um dos bailarinos e, em muitos casos, o público pode mesmo tentar seguir alguns exercícios através dos vídeos.

Os mais pequenos irão ter disponíveis as ilustrações criadas para o espetáculo “Planeta Dança”, para que possam não só descobrir a história da dança, como criar momentos para pintar e colorir em conjunto, lê-se num comunicado da CNB, hoje divulgado.

A CNB vai apelar também à criatividade de todos, através da sua identidade gráfica, pelo que os diferentes 'Bês' que fazem parte da dinâmica do logótipo da CNB, estão também disponíveis para colorir, desafinado assim os mais criativos a fazerem novas propostas para se juntarem à já grande coleção de 'B' de Bailado.

A coleção “Outras Danças”, correspondente a séries produzidas pela Companhia desde 2018, também estará disponível.

Esta coleção permite conhecer processos criativos, histórias e curiosidades sobre os diversos artistas e espetáculos que passaram pela instituição ao longo do tempo.

Quanto a “Mais Danças”, é uma das novas iniciativas que promove a dança além CNB.

Ao longo do tempo será também possível conhecer outras propostas de iniciativas 'online' realizadas por outras instituições, ferramentas que permitem o contacto ou a aprendizagem da dança.

A oferta é composta por espetáculos, filmes, documentários ou até propostas de leitura dentro da área da dança, no sentido de combater o isolamento que a pandemia de COVID-19 tem imposto à população.

Entre as iniciativas preparadas pela CNB destaca-se ainda a disponibilização online de obras/bailados do repertório da Companhia que agora saem do espólio dos seus arquivos, e que se tornam acessíveis ao público.

Todas as semanas será disponibilizada no site uma obra diferente. Durante sete dias, ficará acessível para visualização por qualquer pessoa, em qualquer horário à sua escolha.

Os títulos das obras serão anunciados semanalmente, através das plataformas online da CNB.

As atividades da CNB foram suspensas até 6 de abril, há duas semanas, pelo Organismo de Produção Artística (Opart), no quadro do esforço nacional de contenção do novo coronavírus, em articulação estreita com o Ministério da Cultura e as autoridades de saúde.

O Opart gere a companhia, à semelhança do Teatro Nacional de São Carlos, do Coro do teatro lírico e da Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Todas as iniciativas da CNB podem ser seguidas através do site www.cnb.pt, e das redes sociais da companhia, https://www.facebook.com/CNBportugal e https://www.instagram.com/CNBportugal.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.