O ator americano Cuba Gooding Jr. foi denunciado esta quinta-feira à justiça de Nova Iorque por toques não consentidos a uma mulher num bar de Manhattan no fim de semana.

O advogado de Gooding, Mark Heller, disse que o seu cliente se vai declarar inocente.

"Gooding não agiu de forma inapropriada de nenhuma forma. Nada no vídeo pode ser considerado ambíguo", disse Heller, sem dar detalhes sobre a que vídeo se referia.

Em declaração ao TMZ, que o entrevistou na quarta-feira no aeroporto de Los Angeles, Cuba Gooding Jr negou a acusação.

"Confio no sistema", declarou.

"Há uma gravação que mostra o que realmente aconteceu", acrescentou.

O ator, de 51 anos, ganhou o Óscar de Melhor Ator Secundário por "Jerry Maguire" (1996) e foi nomeado o ano passado para vários prémios pela interpretação de O.J. Simpson na minissérie "The People vs. O.J. Simpson".

Um porta-voz da polícia confirmou que se entregou voluntariamente às autoridades esta quinta-feira, mas não quis comentar a acusação.

Presente em tribunal, foi acusado por toques forçados, um delito menor, punido no máximo com um ano de prisão, segundo a lei do Estado de Nova Iorque.

Segundo a imprensa americana, uma mulher denunciou o ator após ele ter apalpado os seus seios num bar de Manhattan no domingo à noite.

Além disso, estão a avançar que outra mulher apresentou na segunda-feira uma denúncia contra ele por factos ocorridos em março de 2008.

Ela afirma que Cuba Gooding Jr tocou as suas nádegas numa discoteca de Manhattan.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.