O festival é organizado pela Fundação World Without Borders (WWB) e pela Fundação Pública de Apoio à Cultura e ao Desenvolvimento da Arte Contemporânea de Moscovo, apresentando obras de pintura, escultura, instalação, design, fotografia, museologia e arquitetura.

De acordo com a organização, as peças vão estar na Cordoaria Nacional até 16 de outubro, a par de uma programação paralela de palestras e mesas redondas sobre movimentos e tendências da arte contemporânea, com artistas, curadores e críticos.

O certame destina-se a artistas, galeristas, colecionadores, estudantes de arte e público em geral interessado na arte contemporânea.

Durante o festival serão atribuídos os Prémios Vera 2016 por um júri internacional presidido por Tahir Salahov, académico e artista do Azerbaijão, laureado com o Prémio de Estado da Federação Russa.

Será também organizado um concurso para divulgar os valores da arte contemporânea e estimular a produção artística entre o público em idade escolar, com a participação de 10 instituições de ensino.

Os trabalhos realizados por estudantes dos oito aos 15 anos, e dos 15 aos 18 anos serão expostos na Cordoaria Nacional durante o Vera Fine Art Festival.

O surgimento do Festival Internacional de Artes plásticas Vera está ligado ao Festival Internacional de Moscovo "Tradições e Modernidade", lançado em 2007, na capital russa.

Ao longo das sete edições, segundo os organizadores, o festival "Tradição e Modernidade" atraiu um total de 4500 artistas de 40 países.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.