Antes da final da 25.ª edição do concurso criado em 1994, que decorre hoje à noite no LAV – Lisboa ao Vivo, a organização revelou à Lusa que, na 26.ª edição, em 2021, o Festival Termómetro “passará por Nova Iorque, em parceria com o Arte Institute”.

A cidade norte-americana irá acolher uma das eliminatórias do concurso, tal como aconteceu nesta edição, pela primeira vez, com Madrid.

Os cinco finalistas que disputam hoje a final foram escolhidos em oito eliminatórias, que, além de Madrid, decorreram em Bragança, Funchal, Aveiro, Matosinhos, Cascais, Viseu e Santa Maria da Feira.

Flor é o ‘alter ego’ de Diana Duarte, “um jardim sonoro onde se explora o desapego, o minimalismo e a criatividade”, segundo informação disponível na página oficial do projeto, feito de “‘loops’, pedais e histórias encantadas”, na rede social Facebook.

Flor, Rope Walkers, Foggy, Bia Maria e Soho Soho disputam final do 25.º Termómetro

Os Rope Walkers, que tiveram a decorrer, até ao início deste ano, uma campanha de angariação de fundos para poderem editar o primeiro álbum, são Rui Ferraz (piano e teclados), Carolina Costa (voz e guitarra), Luís Candeias (baixo), Bruno Soares (guitarra) e João Sousa (bateria).

Foggy é o músico e compositor italiano, a viver em Lisboa, Francesco Pintaudi. Segundo informação disponível na página do projeto no Facebook, “ao vivo, [Foggy] centra-se na junção de uma componente eletrónica com ‘delay’ e ‘feedback’ através de ‘sampler’ e ‘drum machine’, misturada com momentos de improvisação dance, tribal, tecno, funk, entre outras”.

Bia Maria, música e compositora, gravou o primeiro EP em 2018 e estreou-se ao vivo com banda em julho do ano passado no festival Alive, em Oeiras. Uma amiga costuma dizer-lhe: “Se fosses filha de alguém serias uma mistura do António Zambujo, da Carolina Deslandes e dos Deolinda”, contou à Lusa em julho no festival NOS Alive.

O som dos Soho Soho, banda formada em 2017, combina “as várias influências e estilos” de Ana Vieira, Vera Condeço e Ricardo Cruz, todos com experiências em projetos anteriores.

A final da 25.ª edição começa pelas 21:30, e terá como convidados especiais os First Breath After Coma (na foto acima), banda de Leiria que editou no ano passado “NU”.

O vencedor do 25.º Festival Termómetro terá atuações asseguradas nos festivais NOS Alive (que decorre entre 8 e 11 de julho no Passeio Marítimo de Algés, concelho de Oeiras) e Bons Sons (que irá acontecer em agosto na aldeia de Cem Soldos, Tomar), vai gravar um videoclip e terá acesso a 20 horas de gravação em estúdio.

Desde 1994 participaram no Festival Termómetro mais de 500 bandas e artistas, entre os quais Ornatos Violeta, B Fachada, Capicua, DJ Ride, Mazgani, Ana Bacalhau, David Fonseca, Noiserv, Richie Campbell, Whales, Salto e Tatanka.

Em 2019, os vencedores foram os belgas Jaguar Jaguar.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.