Através desta cooperação, mais de três dezenas de bibliotecas de cátedras, centros de língua e leitorados foram constituídas ou reforçadas com títulos adquiridos ao abrigo deste acordo.

A cooperação estendeu-se à realização de formação especializada dirigida a professores de língua portuguesa no continente africano, “ações que se alinham com a estratégia de promoção da língua portuguesa em que os dois signatários se empenham e colaboram”, lê-se na nota.

A renovação do protocolo de apoio à promoção da língua portuguesa para o biénio 2022-2023 foi assinada entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e a editora Lidel – Edições Técnicas, uma das entidades pioneiras a adquirir o estatuto de Empresa Promotora da Língua Portuguesa.

“A cooperação da Lidel para o biénio 22-23 vem reforçar a capacidade de formação de professores e permitir o alargamento da constituição de bibliotecas de cátedras, centros de língua e leitorados a mais geografias dentro da rede Camões”, de acordo com a informação.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.