Vestida de preto e bastante sorridente, a atriz de 66 anos posou para fotos ao lado da sua estrela. "Estará ali para sempre. (...) Esperemos que esta personagem e eu vivamos na memória das pessoas", disse à AFP Carter.

"Não havia mulheres na televisão durante a minha era, não pensavam que poderíamos manter uma audiência... Em que anos estamos hoje? 2018... e ainda não acham que podemos manter as audiências", acrescentou, destacando a força do movimento #MeToo contra os abusos sexuais em Hollywood.

Carter interpretou a heroína entre 1975 e 1979 em duas edições transmitidas primeiro pelo canal ABC, que a cancelou, e depois pela CBS.

Lynda Carter

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.