O leilão está marcado para 14 de março com obras da coleção privada do músico, que morreu em 2016, e o resultado da venda das obras de arte irá reverter para as organizações e instituições nas quais George Michael fazia trabalho filantrópico.

A coleção de arte que vai a leilão "representa um diálogo entre o artista musical britânicos os seus contemporâneos das artes visuais: Damien Hirst, Tracey Emin, Sarah Lucas, Michael Craig-Martin e Marc Quinn, que desafiaram o 'status quo' ao criarem o movimento Young British Art", refere a leiloeira.

Entre as obras a leiloar estão "The Incomplete Truth", de 2006, de Damien Hirst, e um retrato do músico feito por Michael Craig-Martin, de 2007.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.