O MEO Marés Vivas regressa esta sexta-feira, dia 19 de julho, à Antiga Seca do Bacalhau em Vila Nova de Gaia. O festival, que decorre durante três dias (19, 20 e 21 de julho) conta com Keane, Kodaline, Ornatos Violeta e Sting como cabeças de cartaz.

Em comunicado, a organização confirmou que os bilhetes para o segundo dia do festival (20 de julho) e os passes de três dias se encontram esgotados.

A promotora do MEO Marés Vivas aconselha ainda que a compra de bilhetes seja feita nos locais oficiais. "Aconselhamos que não efetuem compra de bilhetes através de sites de revenda não oficiais, pois os bilhetes não serão válidos na entrada do espectáculo", frisa a Pev Entertainment.

Este ano, a organização do MEO Marés Vivas, em Vila Nova de Gaia, alterou a localização dos palcos, nomeadamente do principal, para tornar o recinto “mais respirável” e, assim, superar as 40 mil pessoas por dia.

Depois de no ano passado estrear o novo recinto, na Antiga Seca do Bacalhau, em Gaia, no distrito do Porto, que é três vezes maior do que o anterior, Jorge Lopes, responsável da PEV Entertainment, promotora do festival, espera agora ultrapassar a lotação de 2018, que rondou as 40 mil pessoas por dia, e chegar às 50 mil.

A decorrer de sexta-feira a domingo, o Marés Vivas terá, no palco principal, a atuação dos Keane, Kodaline, Sting, HMB, Carlão, Morcheeba, Don Broco, Mando Diao, Tiago Nacarrato, Os Quatro e Meia, Mishlawi e Ornatos Violeta, banda portuguesa que se separou em 2002, e que se juntou este ano para a realização de três concertos, o primeiro dos quais aconteceu no NOS Alive, no Passeio Marítimo de Algés.

Em junho, a PEV Entertainment viu ser cancelado o concerto de um dos cabeças de cartaz, os Snow Patrol, devido a doença de dois dos músicos, tendo sido substituídos pelos Kodaline.

As expectativas são elevadas, sobretudo pelo regresso dos Ornatos Violeta, cuja atuação no MEO Marés Vivas será a única a Norte do país, confidenciou Jorge Lopes.

“Esta atuação dos Ornatos Violeta não vai acontecer mais a Norte, é uma oportunidade única”, reforçou.

Já quanto ao músico britânico Sting, que na semana passada cancelou os concertos por indicação médica, Jorge Lopes adianta que a presença dele está “confirmadíssima”.

O responsável da PEV Entertainment realça ainda a presença dos Keane, banda britânica que atuou pela última vez em Portugal em 2013, tendo o vocalista, Tom Chaplin, estado no festival em 2017.

Pelos outros três palcos passarão nomes como João Só, Joana Espadinha, Biya, Valas, Bispo, Domi, Miguel 7 Estacas, Serafim e Marco Cunha.

Os bilhetes diários custam 33 euros e o ingresso para os três dias 61 euros.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.