O que é o amor? Podíamos resolver esta pergunta filosófica durante largas linhas de texto, mas não é disso que este texto trata. Para ajudar aos planos românticos do dia 13 e 14 de fevereiro do próximo ano, foi apresentado ontem ao final de tarde a segunda edição do festival Montepio às vezes o amor. O que é que tem de especial? São oito concertos em oito cidades.

Depois do sucesso da primeira edição, entenda-se: aos oito concertos esgotados seguiu-se a máxima "em equipa que ganha não mexe", e por isso, nos próximos dias 13 e 14 de fevereiro, Paulo Gonzo em Lisboa, o projeto "Deixem o Pimba em Paz" de Manuela Azevedo e Bruno Nogueira no Porto, D.A.M.A. em Évora, Miguel Araújo em Ílhavo, Tiago Bettencourt em Castelo Branco, Amor Electro em Vila do Conde, João Pedro Pais em Leiria e David Fonseca nas Caldas da Rainha, tentarão aquecer os corações dos casais enamorados.

Na apresentação, os responsáveis máximos da Associação Mutualista Montepio reiterarão a importância deste evento, tanto na divulgação à cultura mas também na preponderância da aposta aos artistas portugueses. Com a presença dos Amor Electro, foi na voz da Marisa Liz que destacou a importância de apoios à música portuguesa como este, lembrando também o sucesso da edição do ano passado. E foi assim num ambiente de amena cavaqueira que também foi-nos presenteado um pequeno showcase da banda que terminou com toda a gente a cantar (ou a tentar) "Só É Fogo Se Queimar".

Quem se juntou à festa foi também João Pedro Pais. O cantautor volta a repetir a presença nesta edição e em parcas palavras apenas deixou um abraço para quem apostou neste evento.

Ainda faltam alguns meses para o dia dos namorados, mas já começam a aparecer alguns planos sobre o que se deve fazer na noite de S. Valentim.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.