A temporada de música, que abre esta sexta-feira, inclui quatro concertos, em Vila Nova de Santo André e Santiago do Cacém, “desde a música de câmara aos formatos de orquestra”, com o objetivo de “captar e sensibilizar públicos” para outras expressões musicais.

“Queremos proporcionar uma oferta cada vez mais diversificada e eclética aos munícipes, através da cultura, com abordagens temáticas e estéticas marcadas pela qualidade dos seus intervenientes, no domínio da musica orquestral e coral”, disse à agência Lusa Jaime Cáceres, vereador da Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

O evento, inspirado no romance “Cerromaior”, do escritor Manuel da Fonseca, natural do concelho alentejano, é promovido pelo município e terá entradas gratuitas.

“No domínio da música de orquestra e coral, o público de Santiago do Cacém vai ter oportunidade de assistir a obras de grandes compositores da história da música e de vários períodos, desde o barroco a compositores contemporâneos”, realçou o autarca.

A iniciativa que, este ano, “alterna”, entre Santiago do Cacém e Vila Nova de Santo André, será alargada, em edições futuras, “às várias freguesias” deste concelho do litoral alentejano “com o intuito de reduzir assimetrias” e “levar este género musical às freguesias mais interiores do município”, explicou.

O responsável pela pasta da Cultura na Câmara de Santiago do Cacém disse que conta com “a adesão do público” para o evento, que vai decorrer até ao próximo mês de dezembro, lembrando que o ciclo de música erudita permite “o acesso a outras expressões musicais” e a “espetáculos de qualidade”.

O concerto de abertura está agendado para sexta-feira, às 21:30, no Auditório Municipal António Chainho (AMAC), em Santiago do Cacém, com o Coro Ricercare, dirigido por Pedro Teixeira, que se dedica à música coral e integra na sua formação jovens músicos da Escola de Música do Conservatório Nacional, Instituto Gregoriano de Lisboa e Escola Superior de Música de Lisboa.

O segundo concerto realiza-se no auditório da Escola Secundária Padre António Macedo (ESPAM), em Vila Nova de Santo André, no dia 25 deste mês, às 21:30, com a música de câmara da Orquestra Sinfónica Juvenil, num concerto intimista onde o público pode apreciar os instrumentos de corda.

Segue-se a Gala de Ópera da Orquestra Sinfónica Juvenil, a 16 de novembro, às 21:30, no AMAC, em Santiago do Cacém, um espetáculo que vai contar com a interpretação de grandes áreas de ópera que ficaram marcadas por figuras como Luciano Pavarotti, Carreras ou Plácido Domingo.

O concerto de encerramento, a 7 de dezembro, às 21:30, intitulado “Mediterrânea – Influências Mediterrânicas”, está a cargo da Orquestra Clássica do Sul, com um programa inspirado em obras de compositores dos países do Mediterrâneo, numa viagem musical com passagem por Portugal, Espanha, França e Itália.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.