Os Depeche Mode, que estiveram no Passeio Marítimo de Algés em 2013, regressam hoje ao mesmo local sob pretexto de “Spirit”, o 14.º álbum de originais.

A banda mais antiga a atuar nesta edição sobe ao palco principal às 22:15. Pelo mesmo palco passam também hoje os portugueses The Black Mamba (18:00), os irlandeses Kodaline (19:05) e os norte-americanos Imagine Dragons (20:30).

Com lotação esgotada, cerca de 55 mil pessoas por dia, as portas voltam a abrir às 15:00, hora a que a música começa no palco montado no pórtico de entrada do festival.

Nos restantes palcos os concertos arrancam às 17:00 ou às 17:30, estando as últimas atuações marcadas para as 02:30 (Peaches no palco secundário) e 02:50 (um DJ de Trikk no Clubbing).

Entretanto há música para todos os gostos, dos fadistas da Tasca do Chico, no Fado Café, a Duquesa, Filipe Sambado, Filho da Mãe, Benjamin e Scúru Fitchádu, no Coreto, passando por The Avalanchees, Cage the Elephant, Fleet Foxes, Spoon, Benjamin Booker, Plastic People e Monstro, no palco secundário, ou Ghost Wavves, Gpu Panic, Mr. Herbet Quain, Marvel Lima, Mike El Nite, The Discotexas band e Switchtodance, no Clubbing.

Já no Palco Comédia, hoje atuam os humoristas David Cristina, Guilherme Fonseca, Carlos Coutinho Vilhena, Hugo Sousa e Salvador Martinha.

O festival só termina mais logo, mas já há datas para a 12.ª edição. O NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés a 12, 13 e 14 de julho.

Já passava da meia-noite de hoje quando os cabeça de cartaz do segundo dia subiram ao palco principal.

Os norte-americanos Foo Fighters fizeram render mais de duas décadas de carreira num concerto que durou quase duas horas e meia e que o vocalista Dave Grohl se mostrou reticente em terminar.

Entre sucessos como “Times like these”, “Learn to fly”, “Monkey wrench” e “Best of you”, houve ainda espaço para homenagear os Queen ou os Ramones.

No início do espetáculo, Dave Grohl avisou que seria “uma noite muito longa”. A dada altura, Alison Mosshart, vocalista dos The Kills, juntou-se a Dave Grohl, para interpretarem “La Dee Da”, horas depois de ter atuado no palco principal com a sua banda.

Dave Grohl mostrou-se “feliz por voltar” ao festival, onde os Foo Fighters atuaram em 2011, e o público demonstrou efusivamente que também estava contente por reencontrá-lo, a ele e às suas “seis mulheres”, como chamou aos restantes elementos da banda.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.