Num comunicado hoje divulgado, a organização refere que, “assumindo a visão itinerante que faz parte do seu ADN, em 2020 o festival aterra de armas e bagagens no Estádio Nacional, para aquela que promete ser a edição mais forte desde a sua génese”.

A 11.ª edição realiza-se a 2 e 3 de julho e está garantido “um dos mais aguardados regressos de sempre a Portugal: o dos System of a Down, quinze anos após terem atuado pela última vez no nosso país”.

A banda norte-americana estreou-se ao vivo em Portugal em 1998, na primeira parte de um concerto dos Slayer, tendo regressado em 2002 e 2005 para espetáculos em nome próprio.

Os passes para o VOA – Heavy Rock Festival estarão à venda a partir de sexta-feira, com um “preço especial” de 70 euros, limitado a mil unidades.

Com origem em Vagos, em 2009, à 10.ª edição, que se este ano, o festival de rock e metal chegou pela primeira vez a Lisboa, depois de uma edição em Corroios (em 2017) e do interregno em 2018.

A 10.ª edição do VOA, que decorreu nos dias 4 e 5 de julho, estava inicialmente prevista para o Estádio do Restelo, mas uma “falha de segurança” na estrutura do palco levou à alteração do recinto para a Altice Arena.

O cartaz incluiu, entre outros Slipknot, Lamb of God, Slayer, Moonspell e Trivium.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.