O grupo Walt Disney retomou na terça-feira o controle total da Disneyland Paris, o seu parque na Europa, após uma bem-sucedida oferta pública de ações.

A empresa tinha 86% do capital da sua filial francesa, que opera em Paris, mas em fevereiro anunciou a compra dos 14% restantes.

A operação permitirá à Disneyland Paris deixar de operar na Bolsa francesa, onde sofreu grandes perdas desde que foi criada, há 25 anos. O objetivo é injetar capital novo na empresa, muito endividada.

"No dia de hoje, os investidores [da OPA] têm [...] 97,08% do capital e dos direitos de voto da companhia Euro Disney S.C.A.", indicou a Autoridade do Mercado Francês (AMF) em comunicado.

A Disneyland Paris declarou que o anúncio "constitui uma nova etapa para o desenvolvimento futuro" do parque, o primeiro destino turístico da Europa.

Desde que abriu, a Walt Disney injetou importantes capitais neste parque, que em 2016 voltou a ter perdas de 858 milhões de euros. Nos últimos anos tem sido afetado pela queda no número de visitantes, consequência dos atentados ocorridos em Paris.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.