Foi em 2007 que o Disney Channel estreou a série "Phineas e Ferb", que se tornaria um sucesso imenso junto dos mais pequenos mas também uma espécie de objeto de culto para fãs mais adultos. A série, que acompanha as aventuras dos irmãos Phineas e Ferb, da irmã Candace, sempre a tentar desmacarar aos pais as aventuras dos irmãos, e do ornitorrinco espião Perry, teve quatro temporadas, dois especiais, um filme e terminou em 2015.

Agora, os criadores e o elenco voltaram a juntar-se para um filme centrado na personagem de Candace feito para o serviço de streaming da Disney, que chega a Portugal já a 15 de setembro, e em que boa parte da produção teve de ser feita remotamente devido à pandemia, incluindo a gravação das vozes.

Em "Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo", depois de mais uma tentativa falhada de Candace apanhar em flagrante os irmãos, ela é raptada por uma nave espacial e levada para outro planeta. Phineas, Ferb, Perry e o resto do gangue têm de a perseguir numa aventura espacial para a tentar trazer de volta à Terra.

O SAPO Mag participou na conferência de imprensa digital de apresentação do filme e esteve depois à conversa com os criadores Dan Povenmire e Jeff Marsh, que todos tratam por "Swampy" (veja o vídeo acima).

Durante a conferência, Ashley Tisdale, que dá voz a Candace, confessou-se feliz por finalmente ter chegado a hora de dar o protagonismo a Candace: "a Candace sempre foi a irmã mais velha louca a tentar apanhar os irmãos em flagrante e é incrível que agora ela seja a estrela do filme".

A atriz, que não fazia a voz da personagem há cinco anos, explicou que rapidamente voltou a encaixar no tom. "Tinham passado alguns anos desde que fizemos a série e eu estava nervosa e a minha voz ficou mais grave. Queria ter a certeza de que voltava a encontrar a loucura dela, mas rapidamente voltei a entrar na personagem", disse.

Vincet Martella, que interpreta Phineas, nunca parou de fazer a voz da personagem depois de a série acabar. "Eu ando por aí sempre a fazer a voz do Phineas e ninguém me diz para parar, por isso foi bom voltar a estúdio e fazer a voz da personagem", explicou.

Martella passou de criança a adulto durante os 10 anos em que fez a personagem. "O Phineas é uma parte muito importante da minha vida, fiz a voz dele durante 10 anos, por isso foi bom poder passar algum tempo com ele de novo. Tinha 13 anos quando gravei o primeiro episódio e quando acabámos a série tinha 23. Nesse período a minha voz nunca ficou mais grave, é muito estranho", confessa.

O filme passa-se maioritariamente no espaço, um opção que permitiu a Dan e Swampy total liberdade criativa. "O espaço é divertido porque podemos inventar todo um novo mundo. Se íamos fazer um filme em grande, fazemo-lo noutro planeta. Podemos inventar tudo e fazê-lo parecer como quisermos, isso foi divertido. Queríamos que fosse uma história épica", explica Dan Povenmire.

Como na maioria das produções Disney, "Phineas e Ferb" não tem barreira de idades, e este filme não é excepção. "A beleza de 'Phineas e Ferb' é que funciona para todas as idades, seja para os pais ou os filhos ou um adulto mesmo adulto como eu (risos). O humor funciona maravilhosamente para todas as idades assim como as canções orelhudas, e temos bastantes neste filme", explica Jeff "Swampy" Marsh.

"Phineas e Ferb, o Filme: Candace Contra o Universo" está disponível no Disney+, que chega a Portugal a 15 de setembro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.