Em novembro, durante a emissão de apresentação da grelha de programas da TVI para 2021, Cristina Ferreira anunciou que um "apresentador mistério" se iria juntar a Sara Sousa Pinto na condução de um programa que vai combinar entretenimento e informação. Depois de vários rumores, o canal confirmou esta terça-feira, dia 5 de janeiro, que Nuno Eiró foi o escolhido para apresentar o novo formato.

Depois da entrevista no talk show "Dois às 10", o apresentador e Cristina Ferreira conversaram com os jornalistas sobre o novo formato e a nova 'era' da estação de Queluz de Baixo.

"É um regresso à sua casa, o Nuno esteve aqui durante muitos e muitos anos, e volta agora para preencher aqui uma série de cosias que temos para ele. Para mim, é um dia muito feliz. O Nuno esteve ao meu lado no início de alguns projetos meus aqui na TVI, durante 15 anos", confessou Cristina Ferreira. "Foi com uma das primeiras pessoas que esta direção de entretenimento falou", revelou, acrescentando que espera que "a parceria seja de muitos e muitos anos".

Na conferência de imprensa, a diretora de entretenimento e ficção explicou que ainda não pode revelar "muitos detalhes" sobre o novo programa de Nuno Eiró, em dupla com Sara Sousa Pinto. "O Nuno vai ocupar um espaço de antena novo dentro da TVI. Para já, há a notícia que o Nuno vai regressar ao 'Somos Portugal' e já no próximo domingo - é ele a cabeça de cartaz. É um formato que está de regresso à liderança - há dois domingos que somos líderes nesse período da tarde", explicou, lembrando que a estreia do programa, "há quase 10 anos", foi apresentado por si e pelo apresentador, em Tomar.

Em conversa com os jornalistas, Nuno Eiró revelou que tomou aceitou o convite rapidamente. "Conversámos, pensámos nas coisas, tomámos decisões e depois houve um tempo de respeito - respeito por nós e pelas pessoas com quem trabalhamos, seja na casa a que agora volto, seja a casa onde estava a trabalhar. Foi uma questão de dar tempo ao tempo", frisou.

"O momento em que o convidei, era o momento em que ele queria novos desafios, que queria abraçar tudo isto. Foi bom para os dois", acrescentou Cristina Ferreira, sublinhando que o amigo e colega tem um "ADN muito TVI": "Ouvi durante muito tempo, mesmo quando estava na SIC, que o Nuno era um rosto TVI. Era uma pena o Nuno não estar num canal generalista, num formato em que tivesse o contacto com o grande público".

Para o Nuno Eiró, o novo desafio na estação de Queluz de Baixo é o realizar de um sonho. "O maior desafio é quando nos propõem fazer aquilo que queremos (...) A partir daqui não há desculpas. Essa é a responsabilidade maior: eu pedi", contou o apresentador. "Não houve conversa de convencer, a Cristina é absolutamente pragmática, com ela não há cinzentos. Não é uma questão de queres ou não queres é mais: 'é isto... ou vamos a jogo ou não vamos a jogo'", explicou.

Cristina Ferreira E NUNO EIRÓ
créditos: TVI

"O Nuno não estará sozinho, há ainda outros nomes a apresentar para o formato", contou a diretora de entretenimento e ficção da TVI. "O Nuno, sem saber o que lhe íamos propor para o seu regresso, tinha como vontade fazer exatamente aquilo que vai fazer no novo formato. É um alinhamento de vontades", destacou.

"Estamos todos muito entusiasmados [com o novo programa]", confessou Nuno Eiró. "Eu não sou jornalista, não quero ser jornalista e continuo a ser um apresentador, mas tenho estas valências", frisou, advogando que "o infotainment já existe há 50 anos, mas em Portugal ainda não conseguimos fazer".

Para Cristina Ferreira, a TVI é a estação que, "desde sempre, teve a melhor fusão entre entretenimento e informação". "Nós somos a estação com galas em que havia partilha entre informação e entretenimento e que não se via na altura. Somos a estação que nunca teve medo de juntar as duas direções, ninguém tem medo do ridículo nem da brincadeira que se possa fazer entre as duas coisas. Não se é menor por ser apresentar um programa de entretenimento, nem se é maior por se ser pivô de informação. Estamos lado a lado e é isso que vamos continuar a fazer", defendeu.

"Sabemos o caminho que estamos a construir"

DOIS ÀS 10

Em conversa com os jornalistas, Cristina Ferreira celebrou ainda a vitória dos novos programas de day time - "Dois às 10" e "Goucha". "Estamos todos muito contentes com o resultado de ontem. Ontem foi o primeiro dia - nós estreámos, no domingo, o 'Big Brother' -, em que estreámos o novo day time, que queremos que permaneça em antena durante muito tempo. Foi uma estreia muito feliz porque não só deu a vitória ao day time, como também deu a vitória ao dia. Isso deixa-nos com esperança no futuro, sabemos o caminho que estamos a construir e sabemos que esse caminho é feito com transparência e de bases muito sólidas", acrescentou.

"Queremos construir o futuro e costumo fazer uma analogia com a história dos 'Três Porquinhos'. Escolhendo uma história, preferimos ser os porquinhos que estão a construir a casa de tijolo porque é a casa que não vai abaixo com o mínimo sopro. Essa é a nossa forma de trabalhar", explicou a apresentadora. "E o Nuno é uma peça fundamental, um grande tijolo nesta construção da casa", sublinhou.

"A TVI não tem lugares marcados, embora algumas posições estejam ocupadas em determinado período horário. Mas todos têm a possibilidade de trabalhar em antena sempre que nós decidirmos que há formatos em que eles são válidos. Acho que têm percebido isso nos últimos tempos", frisou ainda Cristina Ferreira. "Contamos com todos e todos são válidos para aquilo que nós entendemos que é a estação", rematou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.