A história de milhares de contas bancárias secretas, uma longa lista de ricos e poderosos e uma acumulação desmesurada de riqueza à vista de todos mas fora do alcance governamental, tomou o mundo no início deste ano, quando os jornalistas de investigação Frederik Obermaier e Bastian Obermayer revelaram a história e lideraram a equipa que revelou “The Panama Papers”.

Agora, meses depois do escândalo, a Netflix e a John Wells Productions preparam um filme sobre bastidores dos Panama Papers. A nova produção terá como base "Panama Papers: Breaking the Story of How the World’s Rich and Powerful Hide Their Money",  livro recentemente publicado da autoria de Obermaier e Obermayer. Os dois jornalistas vão trabalhar com os produtores Wells e Claire Rudnick Polstein e com o produtor executivo Zach Studin.

Marina Walker, vice diretora do ICIJ, e Gerard Ryle que dirige a sede do ICIJ em Washington D.C, que supervisionaram mais de 400 jornalistas de 76 países por causa do caso Panama Papers, também colabora neste filme.

"Estamos confiantes que com o trabalho de investigação dos jornalistas Obermaier e Obermayer, os únicos com contacto directo com John Doe, a ICIJ e a perícia de contar grandes histórias da John Wells Productions, conseguiremos apresentar uma produção capaz de causar um impacto tão forte como quando os Panama Papers foram revelados nas primeiras páginas dos jornais de todo o mundo”, afirma Ted Sarandos, diretor de conteúdos da Netflix.

Por seu lado Claire Rudnick Polstein, presidente John Wells Productions, confessa estar satisfeito com a nova produção. "Não poderíamos estar mais satisfeitos a trabalhar neste projeto com a Netflix. A plataforma tem um excelente trabalho na produção de filmes de alta qualidade e temos muita vontade de trabalhar em conjunto numa das intrigas mais apaixonantes dos últimos tempos", frisa.

Frederik Obermaier e Bastian Obermayer explicam que "tudo começou com uma mensagem de John Doe". "Esse contacto e o trabalho que se seguiu revelou uma das maiores histórias de ocultação de sempre e sem dúvida a maior colaboração entre jornalistas. O mundo nunca tinha visto nada assim, mais de 400 jornalistas participaram nas investigações. Estamos muito orgulhosos por o nosso jornal ter sido o ponto de partida desta história que se revelou algo monumental", revelam.

“Os Panama Papers é uma das maiores histórias política e económicas do jornalismo contemporâneo, com impacto mundial numa altura de enorme incerteza financeira. Esta história será contada de forma intrigante, emocionante e significativa para todo o mundo”, sublinham Marina Walker e Gerard Ryle do ICIJ, em comunicado.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.